As guerras entre facções não dão trégua e a onda de violência volta a assustar a população de Rio Branco. Em menos de 30 minutos, moradores testemunharam as ações das facções que atuam na capital na noite desta quinta-feira, 7. Três pessoas foram alvejadas por disparos de arma de fogo. Os crimes ocorreram nos bairros Cidade Nova e Boa União, na Baixada da Sobral, em Rio Branco.

A primeira tentativa de homicídio aconteceu na rua Barra do Sol, próximo a antiga rodoviária, no bairro Cidade Nova. Um homem identificado como Antônio Aroldo Miranda Diniz, de 48 anos, foi ferido com 7 tiros.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Antônio estava parado numa esquina, quando quatro homens não identificados, supostos membros da facção Comando Vermelho, se aproximaram em um veículo de cor vermelha e de posse de armas de fogo efetuaram os disparos. Aroldo foi atingido com 7 tiros, na região do peito, face, pernas e costas. Mesmo ferido a vítima ainda conseguiu correr e pedir ajuda em sua casa.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, prestou os primeiros socorros e conduziu Antônio ao Pronto Socorro de Rio Branco em estado de saúde grave.

Os criminosos fugiram no veículo do bairro Cidade Nova e seguiram com destino a Baixada da Sobral, quando chegaram na Travessa das Mangueiras, no bairro Boa União, os membros do Comando Vermelho encontraram o jovem Raone Freitas do Nascimento, de 25 anos, na área de sua casa e efetuaram vários tiros contra a residência. Na ação dos criminosos, Raone foi ferido com um tiro no ombro e o seu pai identificado como Altemir Mendes dos Santos, de 50 anos, que estava dentro de casa foi atingido com três tiros, um na região do ombro e dois nas costas. Os faccionários fugiram do local.

Familiares conduziram inicialmente as vítimas até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA Franco Silva) em seguida duas ambulâncias do Samu foram acionadas e encaminharam Raone e Altemir ao Pronto Socorro de Rio Branco.

Segundo os médicos do Samu, o estado de saúde de Raone é gravíssimo o tiro que atingiu o seu ombro, possivelmente perfurou o pulmão, fígado e o coração. Já o estado de saúde de Altemir é estável.

Policiais Militares foram acionados aos bairros, colheram as características dos autores do crime, fizeram rondas na região, mas os membros da organização criminosa não foram presos.

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações.

A polícia acredita que o ataque dos criminosos foi retaliação, devido a morte do ex-presidiário Marieldo de Souza do Nascimento, morto por membros da facção Bonde dos 13, com dois tiros na cabeça na tarde de quarta-feira (6) na rua Rua Antônio Pessoa Jucá, no bairro Tancredo Neves.

%d blogueiros gostam disto: