Aumento de casos de covid-19 mostra população descuidada em Brasiléia

 

A cidade de Brasiléia, distante cerca de 240km da Capital do Acre, chegou a quarta posição no Estado de pessoas contaminadas pelo novo Coronavírus. Nesta quinta-feira, dia 30, alcançou 791 casos segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde do Acre.

Diante das informações passadas, se leva a crer que os moradores do município não vêm cumprindo com as normas de isolamento e distanciamento social, colaborando com o a disseminação e aumentos de contaminados.

Apesar das campanhas realizadas pelo Estado e o Município, é fácil ver que alguns estão ignorando a letalidade do vírus, como não usar máscara, cuidados da higiene e manter a distancia em filas de bancos, casas lotéricas, além dos passeios sem a necessidade, correndo o risco de levar o vírus para dentro de sua casa.

Se uma fiscalização por parte do Ministério Público e outros setores, as pessoas estão ignorando tudo o que está sendo feito para que o vírus se propague. A exemplo, o grande fluxo de pessoas pelos comércios localizados na Avenida Manoel Marinho Montes, ao ponto de ser apelidado de “cidade Marinho Montes’, um local que não existe e está imune a qualquer tipo de vírus e doença.

As agencias bancárias em período de pagamento de Bolsa Família e Auxílio Federal, é um caso a parte. As pessoas não respeitam o distanciamento e alguns usam a máscara de forma errada, enganando a si mesmo achando que está imune.

Pra piorar, o aumento está sendo politizado por grupos políticos, tentando apontar gestores, sendo que esses mesmos são os culpados, promovendo festas particulares, churrascos, encontros entre amigos estimulando alguns a não se cuidar, colaborando para que o vírus contagie mais ao ponto de matar. Brasiléia registrou nessa semana, 11 mortes.

Flagrante de pessoas levando a máscara pra “passear”.

Após duas semanas chegando na linha laranja, o Governo do Acre ‘afrouxou’ o Decreto liberando alguns setores, desde que seguisse os cuidados. Infelizmente, voltou para o vermelho e já está pensando em decretar o fechamento novamente.

O MP do Acre e Federal, por sua vez, quer o fechamento dos cultos religiosos e afins, ameaçando tomar medidas judiciais contra o governo, criando um mal estar entre as igrejas que ameaçam realizar protestos no Estado.

%d blogueiros gostam disto: