“A justiça foi feita”, diz petista Leo de Brito, ao ser diplomado deputado federal

“A justiça foi feita”, disse o agora deputado federal Leo de Brito, do PT, ao ser diplomado nesta sexta-feira (2) pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) em ato solene na sede do órgão. Ele volta à Câmara dos Deputado, em Brasília, para sua segunda legislatura consecutiva, embora tenha ficado um ano e nove meses distante após derrota nas urnas em 2018.

No resultado do pleito passado, Leo vinha logo atrás do pastor evangélico Manuel Marcos (Republicanos), que teve o mandato cassado e a votação anulada após ser condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico, uso indevido de verbas do fundo partidário e compra de votos.

“Estou feliz de ter sido reeleito e poder representar mais uma vez o povo do meu estado. Agora é trabalhar pela educação, pela saúde, trazer benefícios para o Estado do Acre, sobretudo nesse momento tão difícil que o Brasil e o Acre estão passando com uma pandemia, e que precisa do esforço de todos, do poder legislativo, do poder judiciário, do governo estadual, para que a gente possa de fato fazer o melhor pela população”.

Brito é formado em Direito e professor da Universidade Federal do Acre (Ufac). Foi secretário de Juventude no governo Jorge Viana e presidiu o Partido dos Trabalhadores no estado durante o primeiro mandato do governador Tião Viana.

“É uma honra poder trabalhar pelo povo do meu estado mais uma vez como deputado federal”, finalizou o parlamentar, que, ao lado de Perpétua Almeida (PCdoB), vai engrossar a oposição ao presidente Jair Bolsonaro e ao governador Gladson Cameli, ambos sem partido, em Brasília.

(Foto: Arison Jardim)

%d blogueiros gostam disto: