Ação conjunta apreende armas, menor e faccionados suspeitos de envolvimento em homicídio e outros crimes na fronteira


 

Alguns crimes que aconteceram nos últimos dias pela fronteira do Acre e até mesmo no lado boliviano, resultou em um trabalho de investigação, busca, apreensão e prisão na noite deste domingo, dia 28, se estendendo até a madrugada desta segunda-feira, dia 1º de março.

O trabalho envolvendo Polícias Civil de Epitaciolândia, Brasiléia, Gefron e Militar, resultou na apreensão de dois revolveres, um menor e dois maiores. Segundo informações, esse seria o resultados após acontecimentos dos últimos dias, onde se tem registros de homicídio de um brasileiro no lado boliviano, confrontos entre faccionados com tentativa de homicídios e outros delitos como furtos e assaltos.

Das duas armas apreendidas, um revólver calibre 38, seria o que foi utilizado para matar no dia 15 de fevereiro, o brasileiro Diego da Silva Dantas (28), assassinado com um tiro na cabeça na cidade de Cobija (lado boliviano), em um quarto localizado no Bairro Mapajo, próximo ao rio Acre.

Na última semana, com a prisão de foragidos da justiça que estariam envolvidos em roubos e tráfico pela fronteira, as peças foram se encaixando até as autoridades permitirem pela prisão e apreensão dos suspeitos.

Nesse tempo, segundo o delegado titular de Epitaciolândia, Luís Tonini, com o apoio das demais equipes civis e militares, foram cerca de 4 armas retiradas de circulação, das mãos de faccionados que vinham praticando delitos contra a sociedade de bem.

Dois dos faccionados presos foram localizados no Bairro José Hassem em Epitaciolândia, portando armas, ficaram surpresos pela presença dos policiais em operação num final de semana. “A Justiça não para… não tem finais de semana e feriados para cumprir a Lei e tirar de circulação, esses que estão alheios as normas”, destacou um policial.

Foi levantado que as autoridades já estão prestes a solucionar o homicídio contra o brasileiro no lado boliviano, pois, a arma utilizada no crime foi apreendida e será questão de tempo para deter o autor e apresentar a Justiça.

Todos os envolvidos foram levados para a delegacia de Epitaciolândia e Brasiléia para os procedimentos de praxe, onde ficarão à disposição da Justiça.

%d blogueiros gostam disto: