Adolescente é achado morto com sinais de espancamento e asfixia em cela de Instituto Socioeducativo no Acre

Adolescente foi achado morto com sinais de espancamento e asfixia em cela de Instituto Socioeducativo no Acre — Foto: Quésia Melo/G1

Arlesson Freitas de Souza, de 18 anos, foi achado morto por volta de 19h de sábado (17) com sinais de espancamento e asfixia. O caso ocorreu no Centro Socioeducativo Acre, na Estrada Apolônio Sales, em Rio Branco.

Ao G1, o diretor-presidente do ISE, Rafael Almeida, relatou que a vítima dividia a cela com outros três adolescentes, sendo dois de 18 anos e um de 17, que ficavam no alojamento 1 do bloco B. Almeida diz que os acusados não confessaram o crime, mas que não restam dúvidas pois todos possuem hematomas devido a luta corporal.

“Houve uma luta corporal dentro da cela, o adolescente não teve como se defender. Inclusive, os dois maiores saíram da audiência de custódia e tiveram a prisão decretada pela juíza. Ainda hoje [domingo, 18] vão para o presídio”, disse o diretor.

Em nota, o governo do Acre lamentou a morte de Souza e disse que ao ter conhecimento do caso o Instituto Socioeducativo do Acre (ISE) solicitou que uma equipe de perícia da Polícia Civil fosse até o local para os procedimentos necessários.

A vítima, segundo o ISE, cumpria medida socioeducativa na unidade por assalto e tentativa de homicídio.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do crime. Além disso, um procedimento interno foi instaurado pela Corregedoria do ISE para acompanhar as investigações do caso.

“Os dois adolescentes que foram para a Defla e depois para a audiência de custódia onde tiveram a prisão decretada. O de 17 anos, como é menor de idade, vai retornar para a medida socioeducativa, mas em outra unidade. É como se ele começasse a cumprir a pena dele toda novamente”, explicou.

%d blogueiros gostam disto: