Bolívia começa a vacinar em massa a população de Pando

 

 

Da redação Wanglézio Braga / Foto: SEDES-PANDO

A vacinação na fronteira da Bolívia com o Brasil está bem avançada. Em Cobija, capital do Departamento de Pando, vizinha a Brasileia e Epitaciolândia, no Acre, o Governo local deu início à imunização da população de idade entre 18 a 59 anos após o Ministério da Saúde do país enviar lotes das vacinas Sputnik-V e AztraZeneca. Testes rápidos para Covid-19 também foram inseridos na ação sanitária.

A vacinação em massa acontece após intenções de compras do governo boliviano com a Rússia e o Reino Unido. A governadora de Pando, Paola Terrazas foi uma das autoridades que receberam ontem (14) as primeiras doses. Jornalistas e pessoas que trabalham na comunicação local também foram convocados para tomar as primeiras doses.

Em publicação da Secretaria de Saúde Departamental, a gestora chegou até a comentar que autoridades do Brasil, ou seja, do Acre, chegaram a ligar procurando doses da vacina. “A Dra. Terraços disse que autoridades dos países vizinhos ligaram perguntando se temos mais vacinas, pois eles não têm o suficiente, portanto agradeceu as diligências das autoridades nacionais pelo esforço da aquisição de vacinas em benefício do departamento”, diz nota da assessoria da SEDES-PANDO.

Diversos pontos de vacinação foram espalhados por Cobija e outros 14 municípios de Pando. No entanto, a SEDES-PANDO está tendo dificuldades de vacinar os profissionais da área da saúde que estão temerosos.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

De acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira, Pando confirmou 5.081 casos de Covid-19, o número de casos descartados totaliza 10.177, já os curados são 2.700 e 258 mortes. A capital pandina tem o maior número de infectados, recuperados e vítimas fatais da doença.

%d blogueiros gostam disto: