Câmara de Brasileia durante sessão debate sobre Hospital regional do Alto Acre, falta de água no município e outros assuntos

Por Fernando Oliveira/ASCOM

 

Presidida pelo Vereador Presidente, Rogério Pontes, a 33° Trigésima Terceira Sessão Ordinária do 3° ano Legislativo. Aconteceu no Plenário da Câmara Municipal, José Cordeiro Barbosa, nesta, terça-feira,29.

 

Participaram o Vereador, Antônio Francisco(PT), Vereador, Charbel Saady(PP), Vereador Mário Jorge(MDB), Vereador Joelso Pontes(PP), Vereador Rosildo Rodrigues(PT), Vereador Zé Gabriele(PSB), Vereador e Líder da Prefeita na Câmara, Edu Queiroz(PT) Vereador e o 2° Secretário da Mesa Diretora, Rozevete Honorato(PSB) e o Vereador Vice Presidente, Marquinho Tibúrcio(PSDB).

 

No Grande expediente, os parlamentares usaram a tribuna da casa do povo para debater os assuntos mais relevantes de interesse da comunidade.

 

Veja o que disseram

 

Vereador Antônio Francisco(PT), Destacou a sua preocupação com a falta de água no município, falou da organização da Vila Quixadá no km 26, reivindicou melhorias de ramais para a Prefeitura de Brasileia e disse estar concluindo o relatório sobre limites territoriais no Alto Acre

 

“Estamos muito preocupadas com a falta de água no município, e a tendência é piorar com o inverno, mesmo tendo muita água o seu tratamento é mais difícil. Precisamos saber quais são os encaminhamentos para tomar providências e melhor a distribuição de água em Brasiléia.

Estivemos na última sexta-feira no km 26, reunimos com os moradores, onde discutimos a organização da comunidade, colocando nome de Vila Quixadá e nomeando ruas e avenidas.

Quero pedir que a prefeitura retome os trabalhos de melhoramentos de ramais e que a Secretaria de Obras faça Limpeza nas laterais dos ramais do km 13 e do Polo.

Quero dizer que estamos trabalhando na conclusão do relatório final dos limites territorial”, Frisou.

 

Vereador e Líder na Prefeita na Câmara, Edu Queiroz(PT), Propôs o governo do estado descentralizar os recursos da saúde para o Hospital Regional do Alto Acre Wildy Viana em Brasileia e questionou qual seria a solução para os moradores que moram na Reserva Extrativista Chico Mendes-Resex.

 

“Vou falar sobre a questão do hospital. As problemáticas continuam se arrastando, em minha opinião o governo tem que descentralizar os recursos, que seja direito no hospital. Peço que seja encaminhado um expediente para o Secretário de Estado de Saúde, solicitando que ele veja a possibilidade de descentralizar o recurso para o hospital de Brasiléia, com isso vai minimizar bastante e resolver as problemáticas, se esse recurso chegar direto ao hospital.

Não encontraram ainda uma solução para o problema da Reserva Extrativista Chico Mendes. Qual é a solução? Qual é a saída? É garantir uma renda para quem mora lá, ninguém que viver só pela sobrevivência, é justo que o seringueiro tenha um filho na faculdade, tenha uma moto e um carro. Eu sugeriu que cada seringueiro que cuida de uma colocação receba um salário do Governo Federal.

Sobre o abastecimento de água, o governo precisa de ter uma bomba com uma maior capacidade, a população não pode continuar passando por esse transtorno”, enfatizou

 

Vereador Joelson Pontes(PP), O Parlamentar lembrou o concurso público realizado pelo município em 2015 e fez reivindicações para a Secretária de Obras do Município

 

” Dia 21 de Dezembro vence o concurso de 2015. Quero pedir a prefeitura que faça a convocação, pois existe demanda no município.

Solicito ainda que a Secretária Municipal de Obras possa atender a linha 10 no seu Oseias com melhoramento de ramal. E uma ponte no ramal do 59.

Sugiro que seja feita uma visita ao Depasa para averiguar a falta de água”, disse.

 

Vereador Vice Presidente, Marquinhos Tibúrcio(PSDB), Pediu melhoramento de ramais, construção de banheiros, quadras poliesportivas na zona rural de Brasileia, e lembrou que Moto Uber é ilegal.

 

“Quero falar do ramal do km 60 e também do assentamento, eles precisam de melhoria em seus ramais. Solicito também melhoramento de ramal na parte que compreende o seu Chico Leal até a Cajazeira.

Peço também para a prefeitura que construa um banheiro ou providencie um banheiro químico para atender os feirantes em frente ao Bradesco. Solicito a construção de uma quadra de areia para a escola do km 68.

Estão querendo criar o moto Uber em Brasiléia, que é ilegal e com isso prejudica as famílias que trabalham de moto taxistas”, Frisou.

 

Vereador José Gabrielle(PSB), O parlamentar criticou os critérios do governo federal para beneficiar os municípios com recursos de ramais, onde segundo o vereador o município de Brasileia recebeu o menor valor desses recursos.

 

“Gostaria de fazer comentários sobre os   recursos de ramais.  Brasiléia é o segundo município com maior quantidade de ramal, o valor que a Prefeitura de Brasileia recebeu é o menor de todos, que não dar pra fazer 11 km de ramais. Não sei quem escolheu o ramal 19, é um dos melhores em acesso, tem outros em situação pior. Brasiléia tem quase 2 mil km e vai ser feito 10 km. Brasiléia ganhou 5 vezes menos que Epitaciolândia que é bem menor em termo populacional e em ramais. Sugiro criar uma comissão e buscar explicações dos responsáveis.

Peço informações à Secretaria de Saúde sobre a unidade de saúde do km 68.

Agradeço ao poder executivo por atender minhas indicações, tem sido praticamente todas atendidas”, Ressaltou.

 

Vereador Rosildo Rodrigues(PT), Fez indicações para melhoramento de ramais e pontes, e falou dos desafios de investimentos em tecnologia com sustentabilidade.

 

“Estou fazendo duas indicações, um para o km 52, ramal do Café e do Zé Careca. Faço também a reiteração de um pedido para melhoria de pontes.

O estado brasileiro está passando por muitas dificuldades na questão de novos investimentos em tecnologia. Produzir dentro com sustentabilidade é um grande desafio.

Sobre a reserva extrativista Chico Mendes, precisamos de investimentos tecnológicos, para desenvolver as áreas de florestas e manter o homem do campo. Estamos encerrando um ciclo sem alternativas para a sociedade.

Sobre a energia: temos uma rede de energia mais cara do Brasil e sem qualidade.

Hospital de Brasiléia: precisamos saber qual o valor do recurso destinado para o hospital de Brasiléia, pois lá sempre falta tudo”, disse.

 

Vereador Rozevete Honorato(PSB), Solicitou da Secretária de Obras uma correção no ramal do km 75, fez solicitação de tapa buracos na Rua José Meireles e a construção de uma ponte sobre o Rio Xapuri.

 

“Venho solicitar da Secretaria de Obras que seja feito uma correção em um trecho do km 75 e um tapa buraco na Rua José Meireles. Peço também a construção de uma ponte no Rio Xapuri, colocação Paraguaçu.

A falta de água virou rotina em Brasiléia, eu não culpo a gerência e nem funcionários. Peço providências ao setor competente, pois não podemos continuar sem água”, Concluiu.