Câmara de Brasiléia encaminha pedido de afastamento do vereador Joelson Pontes

Em razão da decisão judicial da Vara Criminal de Brasiléia proferida no último sábado, 3, que condenou o vereador Joelson Pontes (PP) a 5 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa, a Mesa Diretora da Câmara encaminhou à Comissão de Justiça e Redação o pedido de afastamento do parlamentar por quebra de decoro.

Segundo o Ministério Público do Acre, Pontes está entre os envolvidos, junto com os ex-prefeitos de Brasiléia, Everaldo Gomes e Aldemir Lopes, e Roney Firmino, de Plácido de Castro, em uma organização criminosa formada por empresários e agentes políticos suspeitos de atuar em conluio para fraudar licitações.

Everaldo Gomes foi condenado a 10 anos e 2 meses de prisão em regime fechado. Já Aldemir Lopes foi sentenciado em 6 anos e dois meses em regime semiaberto. Roney foi condenado a quatro anos e 8 meses de reclusão também no regime semiaberto. Os crimes ocorreram, de acordo com o MP, em 2013.

Além dos ex-prefeitos e do vereador, a justiça condenou o ex-secretário de finanças de Brasiléia, Jackson Aroldo Batista Pessoa, o contador Josué Willian de Andrade e José Araújo da Silva. O juiz Clóvis Lodi ainda condenou os réus ao pagamento de indenização em favor do município de Brasiléia, no valor de R$ 1.203.384,64.

De acordo com o relator da Comissão de Justiça e Redação, vereador Edu Queiróz (PT), o prazo para que o parecer a respeito da matéria seja emitido é de 15 dias, podendo ser prorrogado por mais 15. Depois disso, o vereador Joelson Pontes será notificado, dependendo do parecer do relator, para apresentar a sua defesa.

Joelson Pontes chegou a ser anunciado, há algumas semanas, como o candidato a vice-prefeito na chapa da ex-prefeita e ex-deputada estadual Leila Galvão, que tenta voltar à prefeitura pelo MDB depois de abandonar o PT. A aliança não se concretizou porque o PP municipal declarou apoio a Fernanda Hassem.

%d blogueiros gostam disto: