Cinco pessoas foram presas durante operação contra pedofilia e pornografia infantil no Acre

Uma pessoa foi presa em flagrante, outras quatro mediante mantado preventivo/Foto: divulgação

A Secretaria de Estado da Polícia Civil do Acre (SEPC) apresentou, durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (28), os resultados da 4ª fase da Operação Luz na Infância, que apura crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

Segundo o delegado de polícia civil, Pedro Bulzolini, ao todo, cinco pessoas foram presas durante a operação no Acre. Dessas, uma foi presa em flagrante e as outras quatro são de mandados de busca e apreensão expedidos pela delegacia de proteção à criança e o adolescente.

“São presos acusados por estupro de vulnerável e também pedofilia, por manterem mídias, vídeos que contenham cenas de sexo com crianças. A ação foi focada em Rio Branco, além destas prisões realizadas nesta quinta o grupo de captura prendeu duas pessoas ao decorrer desta semana por estupro de vulnerável”, destacou o delegado Bulzolini.

Alguns são acusados de estupro e outros por pedofilia que terem em suas posses, conteúdo sexual envolvendo menores. As equipes estão desde as primeiras horas da manhã, procurando acusados de crimes de estupro e de exploração sexual contra crianças e adolescentes na internet.

o delegado de polícia civil, Pedro Bulzolini afirmou que novos mandados estão de prisão/Foto: ContilNet

A força-tarefa é coordenada pelo Ministério da Justiça Pública (MSP) e acontece nos 26 estados e no Distrito Federal. No Acre, as prisões foram feitas apenas na Capital, Rio Branco. Segundo o delegado, ainda existem mandados em aberto e as equipes de campo devem dá cumprimento.