Colono é encontrado morto com pelo menos dois tiros na zona rural de Brasiléia

Os investigadores da Polícia Civil do município de Brasiléia, distante cerca de 240km da capital do Acre, estão procurando o principal suspeito de ter assassinado o colono João Francisco Kurzoske, de 41 anos de idade na manhã desta quarta-feira, dia 2.

O crime aconteceu no Ramal do Picadão, com acesso no km 69 pela BR 317 (Estrada do Pacífico), sendo descoberto no início da noite, quando vizinhos localizaram o corpo jogado próximo de sua localidade, caído dentro do mato como se alguém tivesse tentando esconder a vítima.

Segundo foi apurado pelos investigadores até o momento, vizinhos teriam escutado tiros pela parte da manhã, possivelmente no momento do crime. João foi morto com dois tiros, sendo um na região do abdômen e um na cabeça, dando a crer que foi o tiro final.

 

Ainda na linha de investigação, foi descoberto que João pode ter sido vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, uma vez que teria dinheiro em casa e nada foi encontrado, e o principal suspeito, teria ido para fazer um acerto de contas entre eles.

A casa foi revirada deixando claro que algo foi procurado até ser encontrado. O suspeito que ainda não teve seu nome divulgado, está sendo procurado pelos agentes. Os familiares informaram que o mesmo se encontra sumido a cerca de dois dias.

O corpo de João foi levado para o IML na Capital, onde passará pelos exames cadavéricos e em seguida ser liberados aos familiares. O caso está em aberto.

%d blogueiros gostam disto: