Com mesário preso, TRE diz que Segundo Turno no Acre ocorreu com tranquilidade

O segundo turno das Eleições 2018 ocorreu com tranquilidade no Acre. A informação foi repassada pela desembargadora-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC), Regina Ferrari, durante coletiva de imprensa no final da tarde deste domingo, dia 28, na sede da Corte.

Ao todo, 18 mil profissionais estiveram envolvidos no pleito, isso entre os dois turnos das eleições. No Acre, mais de 500 mil eleitores estava aptos a participar do processo eleitoral, contudo, até às 16 horas, a Balanço do TRE apontava que já havia uma abstenção de 35% dos eleitores.

“Foi uma grande jornada cívica. É um grande desafio fazer eleição no Acre. Não é uma eleição que muda o país, mas o ‘mudar’ das pessoas. O respeito que as pessoas têm uma para com as outras. Temos que acreditar num grande país de paz e prosperidade. Quem faz uma grande nação? O povo!”, comentou a presidente da Corte Eleitoral acreana.

A equipe técnica do TRE/AC substituiu um total de 12 urnas eletrônicas, sendo quatro delas na Capital Rio Branco, e o restante no interior do estado. Sete pessoas foram detidas pela polícia por crime eleitoral, entre eles o transporte ilegal de eleitores, quebra do sigilo do voto, e ainda, a orientação errônea dos eleitores por parte de um mesário.

Segundo o vice-presidente da Corte, desembargador Elcio Sabo Mendes, o domingo pode ser considerado um dia “extremamente tranquilo”. “Tudo transcorreu dentro da normalidade. Temos feito o possível e o impossível. Sempre podemos melhorar mais. É lógico que tudo isso serve para desenharmos um Judiciário ainda mais completo”, pontou.

Mesário foi preso em flagrante

Um mesário foi preso neste domingo, dia 28, em Mâncio Lima, durante o segundo turno para presidente. O mesário foi flagrado por um juiz eleitoral afirmando, em voz alta, a um eleitor, que uma das teclas da urna eletrônica fiscalizada por ele estaria com defeito. A mentira rendeu voz de prisão ao profissional. O nome do mesário não foi divulgado pela Justiça Eleitoral.