Conselheiro do B13 é preso com arma e drogas

A Polícia Civil através da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) prendeu na tarde desta quinta-feira (27), em uma casa na Cidade do Povo, o presidiário em regime condicional e conselheiro da facção Bonde dos 13, Orlando da Silva Albuquerque, 37 anos, mais conhecido no mundo do crime como “Coroa”.

Ele é acusado de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, e de integrar organização criminosa. Na ação da Polícia Civil, foi apreendido 270 gramas de cocaína pura, uma pistola 9mm, 16 munições, balança de precisão, carta de presidiários, um silenciador de fuzil e R$ 2.270 reais em espécie.

A apresentação do preso aconteceu na manhã desta sexta-feira (28) na Divisão de Investigações Criminais no bairro Cadeia Velha, em Rio Branco.

De acordo com o Delegado Pedro Resende, coordenador da DRE, a prisão de Orlando se deu através de um trabalho de investigação, após a saída do Conselheiro do presídio da capital.

“O Orlando, mais conhecido como “Coroa” é um velho conhecido da polícia, ele têm três condenações, duas por tráfico de drogas e uma por roubo, com 23 anos de pena, ficou oito anos no presídio e saiu a aproximadamente 4 meses. Quando ganhou a liberdade condicional, nós já passamos a monitorar as ações dele, descobrimos que ele continuava forte dentro da organização criminosa e tava arregimentando pessoas para montar um distribuição de drogas na Cidade do Povo. Foi cumprido um mandado de busca apreensão e logramos êxito em prendê-lo. Foi uma prisão muito importante para Polícia Civil, as cartas apreendidas ajudará nas investigações e a arma de fogo será periciada, para saber se foi usada em algum homicídio na capital”, disse o Delegado.

Resende informou ainda, que o Conselheiro tinha a função de arrecadar o dinheiro dos membros da facção.

“A DRE conseguiu apurar esse dinheiro por meio de outro membros da facção, uma vez que o Orlando exercia a função de coletar dinheiro dos membros, ele fazia a coleta, a considerada “caixinha” , ficava com o dinheiro para depois depositar em contas de outros associados da organização criminosa”.

Orlando está a disposição da Justiça e voltará a Penitenciária Francisco de Oliveira Conde.

%d blogueiros gostam disto: