Consumidores reclamam do preço do tomate e abacaxi

Foto: Ascom/PMRB – IMAGEM ILUSTRATIVA

O preço de frutas, verduras e legumes voltaram a subir consideravelmente em Rio Branco. Prova disso são os valores encontrados nas principais feiras e supermercados da cidade. No centro da capital, por exemplo, o valor encontrado do quilo do tomate varia de R$ 7 a R$ 10.

Os valores pesam no bolso do consumidor. Além do tomate, frutas como abacaxi e banana da terra também assustam os compradores. O preço do quilo do abacaxi chega a custar R$ 8. Situação parecida é a da laranja e tangerina, sem falar da banana da terra, que de preço de banana não tem nada, afirmam os clientes.

A salada na casa da vendedora Eliete da Silva, de 33 anos, está faltando o tomate tem alguns dias. “Não dá para gastar todo o dinheiro só com o tomate, está muito caro e prefiro comprar outras coisas no lugar”.

Para o aposentado Ozenir Ferreira de Oliveira, de 66 anos, está difícil de comprar até a cebola. “Está tudo um absurdo, assim fica difícil de a gente comprar”.

A tendência, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é que os preços continuem aumentando. O Brasil é o oitavo maior produtor de tomate, mesmo assim está com preços elevados em praticamente todos os estado. Uma razão para isso é a intensidade de chuvas e o calor que interferem diretamente na qualidade do fruto, provocando o descarte e reduzindo a oferta nos preços.