Contrário a pedido de empresários, Gladson afirma que não vai dar mais dinheiro à Peixes da Amazônia

Governador do Acre Gladson Cameli durante pronunciamento – Foto: Reprodução

O governador Gladson Cameli não vai dar mais dinheiro à Indústria Peixes da Amazônia, como pediram os investidores da empresa na última quarta-feira, dia 27, em reunião com o governador em exercício Nicolau Júnior, na Casa Civil. Os empresários pediram R$ 200 mil/mês para ajudar a empresa a respeitar pelos próximos meses.

A Peixes da Amazônia teve o pedido de recuperação judicial aceito e terá 60 dias para apresentar um plano de negócios que possa fazer com que a empresa volta a operar e cresça, trazendo melhorias para a estrutura da indústria pesqueira. Atualmente, o Estado do Acre tem parte das ações da empresa.

“O Estado está passando por dificuldades financeiras. O Estado têm contas a pagar, dívidas a renegociar. O Estado não tem condições de fazer qualquer tipo de repasse para as empresas público-privadas. O que eu tenho dito? Que no que pudermos passar para a iniciativa privada, nós vamos passar”, disse o governador.

No dia 17 de março, o Banco da Amazônia entrou na Justiça para cobrar uma dívida de R$ 17,9 milhões da empresa. O banco diz que se esgotaram todas as chances de renegociação e que a empresa já não estava mais honrando os compromissos desde 2014. Se não conseguir criar um plano sustentável, a empresa pode ir à falência.