Depois do estadual, times do futebol acreano se preparam para competições nacionais

Após o título do Atlético no Campeonato Acreano, as atenções dos clubes e da torcida se voltam para os grandes desafios do futebol estadual no ano que são as competições estaduais.

Rio Branco, Galvez e Atlético são os representantes do Acre nos campeonatos nacionais das séries C e D.

Rio Branco – Analisando o desempenho de cada equipa no estadual, o torcedor mais preocupado é o do Estrelão. O Rio Branco fez uma campanha bem abaixo do que seu torcedor está acostumado, não chegando a final de nenhum dos turnos. Aliás, no primeiro passou pelo vexame de nem conseguir chegar às semifinais. A equipe perdeu 5 jogadores após o campeonato. Chay e Kanu, atacantes, o zagueiro Gilson, o lateral Ítalo e o experiente Doka Madureira, destaque da equipe do campeonato que aceitou proposta do arquirrival Atlético e vai jogar a série C pelo Galo Carijó.

Para compensar as perdas, a diretoria anunciou a contratação de seis jogadores, todos disputaram o campeonato acreano. Carlos e Helson do Humaitá, André e Gustavo que jogaram pelo Vasco e Wesley e Henrique pelo Náuas.

O Rio Branco estreia no campeonato brasileiro da série D no dia 5 de maio em Rondônia contra o Barcelona. O Estrelão ainda tem como adversários no grupo A1 São Raimundo (RR) e Fast (AM).

Galvez – O vice-campeão acreano mantem a base que quase deu ao Imperador o primeiro título na elite do futebol acreano. Contando com um grupo compacto, tem nos pés de Adriano, artilheiro do estadual e no técnico Zé Marco a esperança de uma campanha que leve o time acreano, que tem apenas 8 anos de fundação, ao acesso.

A estreia do Galvez no campeonato brasileiro da série D é no sábado, dia 4 de maio, na Arena da Floresta contra o Real Ariquemes (RO). Os outros adversários são Manaus (AM) e Santos (AP).

Atético Acreano – Ainda curando a ressaca da conquista do novo título estadual, o Galo Carijó tem a difícil missão de repetir a campanha quase perfeito do ano passado no Brasileirão da série C, quando fez uma e ótima temporada e deixou escapar por muito pouco o acesso a segunda divisão do futebol brasileiro.

Como perdeu muitos jogadores, o técnico Álvaro Miguéis, mesmo com a conquista do título de forma inédita, ainda tem dificuldades para retomar o dna de um time forte na marcação e rápido na defesa que fez com que fosse sensação na temporada passada. Além do que, o nível técnico do estadual não pode se comparar ao nível dos clubes que disputam a série C.

A diretoria do Galo Carijó foi às compras. A principal aquisição foi o meia Doka Madureira que o Atlético trouxe do Rio Branco. Contratou ainda o zagueiro João Marcus e anunciou a volta do goleiro Ruan.

Diferente dos anos anteriores, o Galo vai ter como adversários, além dos representantes do Norte, times do Sul e Sudeste do país, ao contrário das equipes do Nordeste, como já era tradição.

O Atlético já estreia no próximo sábado, fora de casa, contra o Volta Redonda no Rio de Janeiro. Os outros adversários são Boa Esporte (MG), Luverdense (MT), Juventude (RS), Ypiranga (RS), São José (RS), Remo (PA), Paysandu (PA) e Tombense (MG),

%d blogueiros gostam disto: