Energisa inaugura subestação em Assis Brasil no dia 8 de dezembro

As obras da nova linha e subestação de Assis Brasil serão entregues no próximo dia 08 de dezembro, informou na tarde desta terça-feira, 1, a Assessoria de Comunicação da Energisa Acre. Ao todo, são 380 torres e 110km de linha de distribuição para conectar o município ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

De acordo com a concessionária, o investimento para a realização do projeto foi de aproximadamente R$ 52 milhões e vai beneficiar mais de 7,5 mil pessoas do município acreano. A nova linha e subestação têm o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade do fornecimento de energia elétrica.

Os investimentos vão também permitir que Assis Brasil deixe de ser abastecido por usina termoelétrica, que tem limitação no suprimento de energia, provoca emissões de gás carbônico na atmosfera e utiliza óleo diesel na geração de eletricidade.

O diretor-presidente da empresa, José Adriano Mendes Silva, disse que objetivo da distribuidora é potencializar a capacidade de fornecimento de energia para todas as classes de consumo: industrial, comercial, residencial e rural, além de criar condições favoráveis para novos investimentos locais e ainda contribuir para o desenvolvimento econômico e social.

“Com a entrega da linha e da subestação conseguiremos proporcionar uma energia confiável, limpa e de qualidade para o município de Assis Brasil. Além de estar em um ponto estratégico de fronteira internacional entre Brasil e Peru. É uma alegria muito grande inaugurar essa obra que vai transformar a realidade dessa região”, destacou.

Retrospectiva das Grandes Obras

No primeiro ano de atuação no Acre, em 2019, a Energisa fez duas grandes entregas. A primeira delas foi a Subestação de Epitaciolândia, com um investimento de R$ 18 milhões, que duplicou a capacidade de energia para a região do Alto Acre, beneficiando as cidades de Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri.

A segunda entrega foi a subestação de distribuição de energia Alto Alegre com investimento de R$ 17 milhões que atende as cidades de Rio Branco, Porto Acre, Bujari e as vilas do V e do Incra.

%d blogueiros gostam disto: