Equipe da Polícia Civil localiza restos de avião com dois corpos na zona rural de Assis Brasil

Depois de horas de caminhada dentro da selva, o que restou do avião e corpos carbonizados foram encontrados

Era por volta das 1h00 da madrugada deste domingo, dia 27, quando o delegado Sérgio Lopes e sua equipe composta por agentes de Brasiléia, Epitaciolândia e Assis Brasil, que estava realizando trabalhos na tríplice fronteira, souberam que haviam localizado restos de um avião de pequeno porte dentro da mata, aproximadamente 20km da zona urbana.

Depois algumas horas de carro e caminhada dentro de mata fechada, foi possível localizar as ferragens do avião, juntamente com o que restava do motor. Perto da cabine do que restava ainda aeronave, havia um corpo carbonizado e ao lado, outro parcialmente queimado e já em estado avançado de decomposição.

Se acredita que a aeronave tenha caído na última quinta-feira.

Segundo o delegado o boato de que poderia haver armas e drogas, foi descartado já que nada foi encontrado, mas, se houvesse drogas dentro, teria sido consumido pelo fogo no momento do incêndio, além de restos de algum tipo de armamento.

Inicialmente, se acredita que possa ser uma aeronave de origem da Bolívia, devido alguns objetos encontrados espalhados pelo local. Somente com a numeração do motor, após enviar para o setor responsável no Brasil, se saberá realmente de que país seja. Se acredita que essa aeronave tenha caído na última quinta-feira, dia 24.

Os restos mortais encontrados no local foram recolhidos pelos agentes, e transferidos para o IML na Capital, onde ficarão à disposição do órgão para tentar identificar quem seria a tripulação que estava dentro do avião.

Os restos mortais da tripulação foram resgatados e levados ao IML na Capital do Acre.

Em tempo, estes tipos de aeronaves de pequeno porte (monomotor e bimotor) são muito utilizadas para o transporte nas pequenas cidades da Bolívia e do Peru, além de dar assistência no garimpo e fazendas, além de serem usadas para o transporte de drogas e outros crimes comuns na região de fronteira.

%d blogueiros gostam disto: