Friale prevê chegada de intensa fumaça e novos temporais no Acre ao longo deste mês

As fortes chuvas e ventos que atingiram Rio Branco na tarde de quarta-feira (4) foram devastadoras, carros e motos arrastados, imóveis destelhados, mercadorias de comerciantes perdidas, crianças feridas e duas casas desmoronadas são alguns dos saldos.

Os ventos foram de 80 km/h, choveu em poucas horas, 19 milímetros, mas mesmo assim, o Rio Acre diminuiu 1 centímetro na Capital, segundo medição do Corpo de Bombeiros que aponta o manancial com 1,82m. Mas segundo o pesquisador Davi Friale o cenário do Rio Acre deve mudar já que, segundo ele, o período de intensa seca já terminou.

“Lentamente, os níveis dos rios do Acre começam a subir, pois o período mais intenso da seca já terminou. Daqui para frente, chuvas ocorrerão quase diariamente. Pulsos úmidos do Atlântico já começaram a invadir o sul da Amazônia Ocidental, sinalizando o fim do inverno, a estação seca da região. Assim, o volume de chuvas deste mês de setembro deverá ficar acima da média climatológica na maior parte do Acre, inclusive, em Rio Branco”, alertou o pesquisador.

 

 

TEMPORAIS

Friale alertou ainda sobre fortes temporais. Ele diz que durante o mês de setembro, eles serão constantes e a população deve ter atenção pois o cenário de ontem pode se repetir.

“É importante que a população fique muito atenta, pois deverão, também, ocorrer temporais, neste mês, com chuvas fortes, ventanias, raios e queda pontual de granizo, na maioria dos municípios do Acre. Em muitos pontos, poderão ocorrer transtornos à população, como rápida inundação de ruas, queda de galhos e árvores e destelhamento de edificações”.

FUMAÇAS

Nos próximos dois dias, a partir desta quinta-feira (%), Davi Friale prevê que o Acre será tomado por uma intensa concentração de fumaça. A visibilidade estará bastante reduzida até sexta-feira

“Toda essa fumaça é originária das queimadas que estão ocorrendo na Bolívia e em Rondônia e será trazida para o Acre e para o sul do Amazonas por ventos intensos que estarão soprando da direção sudeste. As áreas mais atingidas serão o centro, o leste e o sul do Acre, o sudeste e o sul do Amazonas e praticamente todos os municípios de Rondônia. Essa fumaça começará a sair do Acre, a partir do próximo sábado, tendo em visto a mudança de direção dos ventos que passarão a soprar de noroeste e do norte, onde não há queimadas significativas”, explicou

%d blogueiros gostam disto: