Fronteira da Bolívia com o Brasil poderá ser bloqueada por uma semana

Fronteira da Bolívia através de Cobija, capital do Estado do Pando (Bolívia) – Foto: Alexandre Lima

O Ministro da Saúde da Bolívia, Jeyson Auza, apareceu em uma coletiva no último dia deste mês de março de 2021, para anunciar novas medidas para conter o avanço da suposta cepa do covid-19, que teria entrado no País através de um brasileiro durante uma festa, ocorrida no estado de Santa Cruz dias atrás.

No vídeo, o Ministro fala do fechamento temporário da fronteira por cerca de sete dias, horas após a governadora de Pando, Paola Terrassa Justiniano, havia declarado que não iria fechar a fronteira com o Acre durante uma coletiva com a imprensa em Cobija.

Já no Estado de Pando, no início do mês de março passado, se havia registrado um número abaixo de 10 pessoas com o vírus, mas, com o pleito eleitoral para prefeito e governador, os casos aumentaram passando de 60 casos no mês e ainda ocorrerá no dia 11 de abril, as eleições para governador.

Segundo a imprensa do País, o ministro confirmou que está sendo preparado um decreto para considerar a possibilidade de fechar as fronteiras, desde que dados epidemiológicos e relatórios sérios mostrem a necessidade de tal medida.

Ponte Internacional, que liga as cidades de Epitaciolândia (Acre) à Cobija (Bolívia) ainda está com o fluxo normal neste dia 1º de abril – Foto: Alexandre Lima

A este respeito, ele disse que, dado o aumento dos casos, eles estão realizando um plano de contenção epidemiológica nas áreas de fronteira, mas com base em relatórios sérios, não em opiniões.

Em conversa com funcionários da fiscalização e aduana no lado boliviano, disseram que até a manhã desta quinta-feira, dia 1º de abril, não haviam recebido nenhuma nova determinação para que a fronteira fosse bloqueada.

Outra informação que foi passada, caso aconteça o bloqueio, deverá existir uma ‘janela’ de três horas para que as pessoas possam entrar e sair pela fronteira por Cobija, passando por uma barreira sanitária.

Bolívia e Brasil compartilham uma fronteira de cerca de 3,4 mil quilômetros e três de seus nove departamentos (Santa Cruz, Beni e Pando) têm ligação com Estados brasileiros.

Segundo o presidente Luís Arce na terça-feira (30), a Bolívia vai acelerar a vacinação contra a covid-19 nas cidades fronteiriças com o Brasil, diante da presença de uma nova cepa do vírus.

%d blogueiros gostam disto: