Gladson Cameli dá “puxão de orelha” no secretário de Planejamento, Raphael Bastos

Como antecipou o ac24horas nesta segunda-feira, dia 18, o governador Gladson Cameli voltou ao Acre decidido a colocar “ordem na casa” e “tomar as rédeas” do Palácio Rio Branco. E decidiu começar isso com uma reforma administrativa, se for preciso.

Após exonerar o porta-voz, Gladson mira secretários e presidentes de pastas que não estão gerando resultados positivos para o governo. Cameli acredita que com quase 100 dias de gestão já era para algumas das pastas apresentarem dados otimistas, mas tem visto um cenário diferente.

Na segunda-feira, dia 18, o governador recebeu, pela noite, na Casa Civil, o secretário de Planejamento, Raphael Bastos. O gestor foi o primeiro a receber um “puxão de orelha” pelo baixo desempenho que tem apresentado à frente da secretaria. Bastos tem projetos e recurso importantes ao Acre para tocar, mas parece estar bloqueado.

O deputado federal Alan Rick, padrinho político de Raphael, também participou da reunião. Gladson teria dito que precisa “da ajuda do deputado e dos secretários para que o governo dê certo”, garante uma fonte do ac24horas. Já o governador fez o assunto por menos e destacou: “foi uma reunião para destravar algumas coisas”, pontuou.

Gladson deve chamar outros secretários “em baixa” para uma conversa de pé da orelha na Casa Civil. O governador teme cair no descrédito devido à falta de atitude dos gestores. Está decidido a cumprir com a frase que sempre falou por aí: “a caneta que nomeia, é a mesma que exonera”.

%d blogueiros gostam disto: