Grupo “Fecha Fronteira” se mobiliza e consegue flexibilização de acesso entre Cobija e Epitaciolândia

Um grupo denominado “Fecha Fronteira”, criado por comerciantes e pessoas comuns de Epitaciolândia, com apoio de autoridades constituídas, reivindicavam a flexibilização do fechamento da tranca boliviana em Cobija, que por determinação do governo de boliviano estava aberta somente das 15 às 18 horas do horário boliviano.

A medida tomada pelos bolivianos segundo eles, visa controlar os índices de covid-19 que cresce a cada dia. Contudo as restrições foram vistas como unilaterais e o prejuízo foi maior para os brasileiros principalmente os que trabalham do lado boliviano, uma vez que o horário de transito ficava aberto só no período da tarde.

O movimento “Fecha Fronteira” já se preparava para atuar nesta segunda-feira 05, bloqueando o acesso justamente no horário liberado pelo irmãos patrícios. Das 14 às 17 horas brasileira (15 às 18 horas boliviana).

Porem na manhã desta segunda-feira 05, uma comissão do “Fecha Fronteira”, dentre eles o Sgt. Bombeiros Marinho, Empresário Clodomir Marques, Empresário Jair Castro, Revendedor Gilvenal Araújo, resolveram em parte o impasse após reunião com os vereadores Rubens Rodrigues (PSD), Diojino Guimarães (MDB), Messias Lopes PT), José Maria (PSL) e o prefeito Sérgio Lopes (PSDB), que culminou numa agenda internacional com o prefeito de Cobija Gatty Ribeiro, onde ali ficou pactuado que seria alterada a entrada e saída de pessoas de um lado para outro na fronteira Bolívia-Brasil via Epitaciolândia-Cobija e Brasiléia.

No gabinete do prefeito Gatty Ribeiro, foram mencionadas as insatisfações dos brasileiros, até o estacionamento de carretas na Avenida Internacional em Epitaciolândia entrou na pauta. Pelo acordo firmado entre as autoridades o prefeito boliviano flexibilizou o horário de acesso. Pela Manhã a fronteira boliviana estará aberta das 06 as 07 e a tarde das 16 as 18 horas horário brasileiro.

Em contato com nossa equipe o vereador José Maria contou que o prefeito de Cobija se mostrou sensível as causas reivindicadas pelos epitaciolandenses, muito embora o decreto de fechamento das tranca boliviana tenha sido de ordem nacional, cabendo ao município agir com os horários que melhor lhe convêm acontecer o fechamento. “Foi uma reunião muito proveitosa, contemplou ao movimento em partes e quem ganha é o povo. Está provado que a união de poderess e quando tem organização das forças, somos mais fortes, isso tá provado”, pontua ele.

Messias Lopes, vereador do PT, agradeceu os idealizadores do movimento e o apoio das autoridades, que conseguiram sem precisar de medidas mais ríspidas amenizar os problemas de acesso na fronteira. “É uma vitória do povo de Epitaciolândia…Graças a Deus o pesssoal que estava sofrendo com a dificuldades de acesso para o outro lado está tendo esse horario flexibilizado, parabéns a todos”, finaliza ele.

%d blogueiros gostam disto: