IAPEN diz que protesto quer revogar horário de visitas em presídio

Após o protesto de dezenas de esposas e familiares de detentos do Presídio Estadual Francisco de Oliveira Conde (FOC), que fechou a Avenida Ceará na região central de Rio Branco, no início da tarde desta quinta-feira, 28, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen/AC), esclareceu os fatos que motivaram a manifestação.

Por meio do Diretor, Lucas Gomes, o Iapen garante que a manifestação dos familiares dos reeducandos, reivindica a revogação da portaria nº 573/2019 que dispõe sobre a normatização do cadastro de visitantes e dos procedimentos de visitas das Unidades Prisionais do Estado do Acre.

A Portaria, segundo o Iapen, restringe as visitas e estabelece novos horários para a visitação, visando garantir a ordem, a segurança e reduzir o fluxo dentro das Unidades Penitenciárias, sem ferir o direito à assistência familiar recebida pelos apenados.

“Desta forma, o Iapen parte do posicionamento de que as mudanças são necessárias, pois garantem uma melhor fiscalização na entrada dos presídios, oferecem melhores condições no atendimento dos familiares e fortalecem a segurança de reeducandos, servidores e familiares”, afirma Lucas Gomes.