Justiça decreta prisão preventiva de acusado por assassinar e ocultar corpo da própria cunhada

Diego Marques Pereira, preso por matar própria cunhada, teve a prisão preventiva decretada pela justiça.

A decisão foi da Juíza Andrea de Brito durante audiência de custódia, realizada na última sexta-feira, 16, no Fórum Criminal.

Após homologar o flagrante a magistrada expediu o mandado de prisão preventiva. “ O acusado empregou-se de meios violentos e cruéis contra à pessoa, de modo que ocultou o cadáver da vítima”, diz um dos trechos da decisão.

 

Diego Marques, foi preso na última quinta-feira, 15, logo após ser espancada por populares na Cidade do Povo.

Ele e acusado pelo assassinato da própria cunhada. Antônia Luciana Lima de Matos de 41 anos foi morta no último dia 12.

O crime, ocorreu na casa da irmã da vítima, localizada no Conjunto Habitacional Cidade do Povo.
HOMICÍDIO – Segundo a investigação os cunhados bebiam juntos, quando Diego a matou a tiros.
Na sequência colocou o corpo dentro de um carro e levou para o Ramal do Encrenca, localizado no km 44 da Br-364, sentido Rio Branco Porto Velho.

O passo seguinte do criminoso foi deixar a arma do crime e o carro, um gol de cor vermelha, em uma propriedade no Ramal do Pica Pau.

A Polícia Militar foi ao local e apreendeu a arma e o carro. O veículo passou por perícia. O dono da área confessou que foi Diego quem deixou o revolver e o automóvel em sua casa.
Inicialmente o acusado assumiu a autoria do crime, mas durante o interrogatório na Delegacia de Flagrantes mudou de versão.

Ele disse que Luciana foi assassinada por dois membros de uma facção criminosa.
A versão não convenceu a polícia. Como foi preso em flagrante, a partir de agora a Polícia Civil tem o prazo de 10 dias para finalizar o inquérito.

%d blogueiros gostam disto: