Na fronteira, caminhões com gás e combustível esperam até 72 horas para atravessar alfândega

Risco de explosão

Carretas bolivianas carregando gás e combustível esperam por mais de 72 horas para atravessar a região de alfândega na fronteira com Epitaciolândia. O município já foi notificado pelo Corpo de Bombeiros. A região disponibilizada pela prefeitura para o estacionamento das carretas é uma área urbana, na pista do antigo aeroporto da cidade, com alto risco de uma tragédia.

%d blogueiros gostam disto: