Nicolau e Gonzaga são eleitos para conduzir Mesa Diretora da Aleac; medebistas anularam votos

Nem mesmo as exaustivas reuniões e acordos prévios foram suficientes para que os deputados estaduais elegessem a composição da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) por unanimidade. Embora os deputados tenham conseguido eleger Nicolau Junior (PP) para a presidência da Aleac com 22 votos, os medebistas Meire Serafim e Roberto Duarte Junior não votaram em Luiz Gonzaga para a primeira secretaria da Aleac e preferiram anular os respectivos votos.

A eleição aconteceu após a posse dos deputados realizada às 11 horas da manhã de sexta-feira (1) na sede do parlamento estadual acreano, localizada na rua Arlindo Porto Leal, em Rio Branco.

Nilocau é eleito presidente da Aleac

A rebelião de Duarte Junior e Meire Serafim, ambos MDB, deu-se após a deputada Antônia Sales, também do MDB, ter sido indicada como segunda-secretária da Aleac. Duarte Junior havia se lançado candidato a primeiro-secretário, mas não obteve apoio suficiente.

Gonzaga fica com a primeira secretaria

A composição da Aleac ficou com Nicolau Junior (PP) como presidente, o comunista Jenilson Leite como vice-presidente, Luiz Gonzaga (PSDB), que obteve 20 votos, foi eleito primeiro-secretário, e Antônia Sales (PMDB) ficou com a segunda-secretaria. O segundo vice-presidente da Aleac é o deputado Antônio Pedro (DEM), o petista Jonas Lima ficou com a terceira-secretaria, Whendy Lima (PSL) foi eleito quarto-secretário e Chico Viga (PHS) foi eleito como quinto-secretário.