No interior do Pará, 17 jogadores do Rio Branco são levados para UPA com sintomas de infecção

A delegação do Rio Branco está em Bragança, interior do estado do Pará, para mais uma partida pelo Campeonato Brasileiro da Série D.

A noite de sábado e a madrugada deste domingo, 18, não foram nas fáceis para os jogadores do clube. Logo após o jantar, servido em um restaurante, bem próximo ao hotel em que a delegação está hospedada, vários jogadores começaram a passar mal, com sintomas de infecção intestinal, como vômito e febre.

Ao todo, 17 jogadores foram levados à uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade paraense. Alguns, como os jogadores Bruno, Lyniker, Walisson e Guilherme Campana em situação mais preocupante.

De acordo com informações do clube no jantar foi servido aos atletas salada, arroz, feijão, macarrão, purê, bife de carne e peixe grelhado. O cardápio foi servido em separado, exclusivo para a delegação.

Os atletas passaram toda a noite na unidade de saúde e foram liberados às 4 da manhã, após serem medicados. Cerca de 11 jogadores receberam atestado médico e precisam confirmando que os mesmos não têm condição de jogo.

Por isso, a diretoria do Rio Branco pediu à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o adiamento da partida, prevista para acontecer na tarde deste domingo, 18, e aguarda um posicionamento da entidade máxima do futebol brasileiro.

A diretoria do Rio Branco também foi orientada a registrar uma queixa na delegacia de polícia de Bragança, já que apesar de outros clientes terem feito refeições no restaurante, não foram registrados outros casos de possível intoxicação alimentar, além dos jogadores do Estrelão.

%d blogueiros gostam disto: