Operações da Polícia Militar mandam para cadeia sete integrantes de facções criminosas

Após receberem uma denúncia anônima, os militares foram até uma residência localizada na Rua do Sol, bairro Bahia Nova e lograram êxito em encontrar os criminosos.

Dois deles estavam em um carro modelo Gol, de cor prata. Em poder dos homens, estavam duas armas de fogo, dois revólveres calibre 38.
Da redação do Notícias da Hora

Duas operações foram desencadeadas nesta segunda-feira (1º) pela Polícia Militar do Acre que resultaram na prisão de sete integrantes de facções criminosas. Quatro membros do Comando Vermelho (CV) foram presos no estacionamento do Parque de Exposições, na Vila Acre, e na Travessa Praxedes, Seis de Agosto, em Rio Branco.

As prisões foram efetuadas pela Rotam, Choque e Tático do 2º Batalhão. Após uma denúncia anônima, os militares chegaram até aos criminosos. Dois deles estavam em um carro modelo Gol, de cor prata. Em poder dos homens, estavam duas armas de fogo, dois revólveres calibre 38.

No deslocamento para a Delegacia, os militares atenderam outra ocorrência e prenderam mais dois bandidos na Travessa Praxedes. Com eles, estava duas espingardas. O quarteto foi encaminhado à Delegacia Central de Flagrantes.

Operação na Baixada da Sobral

A segunda operação foi deflagrada na Baixada da Sobral. Desta vez coordenada pela Força Tática do 1º Batalhão. Dois homens e uma mulher, integrantes do Bonde dos 13, foram presos. Com eles, armas e drogas. Após receberem uma denúncia anônima, os militares foram até uma residência localizada na Rua do Sol, bairro Bahia Nova e lograram êxito em encontrar os criminosos.

Com os bandidos, os policiais localizaram uma pistola 9 mm, uma pistola 380 Taurus, vinte e oito trouxinhas de cocaína, noventa e duas trouxinhas de skunk, onze munições 9 mm, trinta munições 380, vinte e sete munições calibre 32, um cartucho calibre 20, um cartucho calibre 12, um cartucho calibre 16, três munições deflagrada calibre 38, uma munição deflagrada calibre (ponto 40), uma munição deflagrada calibre 22, dois canivetes, uma lanterna, uma bandoleira, dezesseis relógios, uma chave de um veículo, sete celulares, doze envelopes de papel de seda, um tablet, quatro carteira de trabalho, cinco títulos de eleitor, dois documentos de identidade, uma carteira de gratuidade de transporte e uma quantia de R$ 1.626,00 e R$ 21,30 em moeda.

No local, ao que tudo indica, funcionava uma boca de fumo. Todos foram encaminhados à Delegacia Central de Flagrantes.

%d blogueiros gostam disto: