Pessoas com rostos encobertos são flagradas participando de assalto em Brasiléia

A imagem mostra uma mulher com rosto encoberto, em uma bicicleta, logoa trás do bandido mascarado/Foto: O Alto Acre

Com apenas o delegado Alex Danny atuando no Alto Acre, os bandidos aproveitam para promover a maior onda de arrombamentos e assaltos já vistos na região.

A novidade é a presença de mulheres integrando os bandos que vem aterrorizando os moradores das cidades de Brasileia, Xapuri, Epitaciolândia e Assis Brasil.

A denúncia foi registrada neste final de semana pelo site O Alto Acre, que mostra a foto de um jovem mascarado em frente a uma loja de eletrodoméstico. Em uma bicicleta está uma mulher, também mascarada. O site diz que outras mulheres também foram vistas participando de assaltos.

“Na regional do Alto Acre, que é composta por quatro cidades (Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri), esses seriam os problemas atuais que estão deixando a população aflita, pelas reclamações na saúde e, pasmem, apenas um delegado”, diz um trecho da matéria.

A reportagem diz que na última semana, a agência dos Correios foi arrombada pela segunda vez em menos de seis meses, sem que ninguém fosse identificado e preso.

“Também foi registrado por sistemas de segurança das lojas localizadas na Avenida Rolando Moreira, uma turma composta por menores e adultos, incluindo mulheres, tentando arrombar vários comércios a poucos metros da delegacia”, registra a reportagem de O Alto Acre.

Em pleno final de ano, com aumento da violência no Estado, o governo resolve que a fronteira, principal corredor do tráfico de drogas, armas e contrabando, deve ficar sem uma autoridade para auxiliar os demais órgãos no combate contra o crime.