Ponte da Amizade, na divisa do Acre com a Bolívia, segue bloqueada

AC24H

A ponte situada na divisa do município de Brasileia com Cobija (BO) continua interditada por bolivianos na manhã desta quarta-feira (6). Moradores de Cobija decidiram entrar em protesto na noite de ontem devido ao resultado das últimas eleições presidenciais, que coloca Evo Morales no quarto mandato à frente do país.

Os manifestantes não cesaram o ato de protesto durante a noite. As pontes que dão acesso ao lado boliviano pelos municípios de Brasileia e Epitaciolândia seguem bloqueadas.

O fechamento das pontes por parte dos manifestantes é devido a suspeita de fraude no processo eleitoral presidencial na Bolívia. Vídeos publicados nas redes sociais mostram os protestantes falando em “ditadura” no lado boliviano.

A polícia foi acionada na noite dessa terça para conter O manifesto, tanto no lado brasileiro, quanto no lado boliviano. Morales está prestes a angariar o quarto mandato consecutivo, mesmo após um plebiscito, em 2016, ter votado em maioria para a não reeleição de Evo.

%d blogueiros gostam disto: