Suspeito de abusar de criança de dois anos diz ter bebido na noite anterior em Cruzeiro do Sul

Um jovem de 23 anos foi levado ao presídio de Cruzeiro do Sul após ter confessado acariciar as partes íntimas de uma criança de dois anos. De acordo com a polícia, inicialmente, ele chegou a negar o abuso, mas depois contou detalhes da tentativa de estupro.

No momento que foi preso, na manhã de segunda-feira (1), ele negou o crime, mas, após a mãe da menina contar detalhes, ele acabou confessando.

No depoimento prestado na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente, ele confessou que teria ingerido bebida alcoólica durante o dia anterior e na noite de domingo (30) em companhia dos pais da criança e que realmente teria tirado a calcinha da menina e acariciado as partes íntimas.

“A princípio ele negou o fato, posteriormente ele confessou. Disse que teria ingerido bebida alcoólica na noite do dia anterior e no mesmo dia, com os pais da menor e aproveitando-se da saída dos dois, ele foi até o quarto da menor e começou a acariciá-la”, disse o delegado responsável pela investigação.

O caso ocorreu na noite de domingo (30) para segunda-feira (1), no ramal dos Caracas, Vila Lagoinha, que fica a 30 quilômetros da cidade. A mãe da criança foi quem flagrou o acusado tentando estuprar a menina.

Silva estava na companhia do casal em uma festa e quando voltaram para casa, a mãe e o pai foram tomar banho em um igarapé e ao retornar, a mulher se deparou com o acusado sobre a menina. Além de tirar a calcinha da menina, ele também já estava praticamente sem roupas.

O pai da criança ficou furioso e ainda agrediu o acusado com socos. Por se tratar de uma comunidade distante, o casal só procurou a polícia na manhã de segunda-feira (1).

“Ainda bem que ele não teve tempo de cometer algo mais grave e a menina, graças a Deus, passa bem. Ele foi indiciado por tentativa de estupro de vulnerável e já foi encaminhado para a unidade prisional e está a disposição da justiça para as providências cabíveis”, afirmou Tonini.