Tião Viana e Gladson Cameli encerram período de transição com entrega de relatórios

Em coletiva de imprensa na Casa Civil na tarde desta terça-feira, 18, o governador Tião Viana e o governador eleito Gladson Cameli se reuniram para anunciar o encerramento do período de transição governamental com a entrega dos relatórios finais organizados pelas equipes.

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Tião Viana e Gladson Cameli destacaram o processo democrático e transparente da transição governamental (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O relatório de transição apresentado pelo governo do Estado engloba o período de 2015 a 2018, destacando as conquistas, investimentos e detalhes econômicos, enquanto o relatório apresentado pela equipe do governador eleito traz as medidas de trabalho e gestão para o próximo quadriênio.

O governador Tião Viana lembrou que faltam apenas 13 dias para o encerramento de sua gestão e que o trabalho de transição foi bastante respeitoso e democrático entre as equipes.

Ele destacou que a próxima gestão assume o governo com conquistas da gestão anterior e R$ 1,3 bilhão para investimentos, mas também com desafios como o déficit previdenciário. E desejou sucesso a Gladson Cameli, afirmando que o êxito do governo é o êxito do povo do Acre.

“Com isso, cumprimos uma etapa essencial da democracia que é quando ele me procurou e nós tratamos do entendimento para fazer as trocas de informações, os relatos das atividades de governo e as diretrizes com a sua absoluta autonomia e independência, e quais seriam minhas responsabilidades finais. Neste momento, fico muito contente, porque cumprimos essa missão juntos”, conta o governador.

Já o governador eleito destacou o trabalho exemplar das equipes de governo durante o processo de transição, de forma respeitosa e com abertura junto à gestão atual.

“O governador Tião Viana sempre foi um democrata. Desde o primeiro momento na ligação após a eleição, ele já colocou à disposição sua equipe, e eu tenho relatado isso. Poucos estados estão fazendo uma transição tão democrata. Este é um momento novo, de respeito, de olhar para frente. Todo governador que passou, está passando e que irá passar fez sua contribuição para o estado. O desafio agora é de dar continuidade”, destaca Cameli.

Reconhecimento e futuro

Equipes de transição dos dois lados apresentam relatórios e destacaram o trabalho pelo futuro do Acre (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Ainda durante a coletiva, o governador Tião Viana fez questão de destacar pontos positivos de sua gestão, como as melhorias do Acre reconhecidas pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o fim do analfabetismo pelo programa Quero Ler, os avanços econômicos na área industrial e de exportações, além do avanço do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que hoje é considerado alto no estado.

Ainda assim, o governador reconheceu desafios a serem superados, como a perda de R$ 600 milhões nos últimos anos em repasses federais constitucionais que não foram cumpridos e o início do déficit previdenciário, que hoje está em R$ 40 milhões mensais, com uma curva de crescimento constante para os próximos anos.

Agora, a equipe de Gladson Cameli prepara a reforma administrativa para o início de sua gestão.