Traficante Netinho de Tarauacá é morto em cela de presídio após trocar de facção

O presidiário Ernesto Nonato da Silva, mais conhecido como Neto, foi morto na noite desta quarta-feira, 27, por seus próprios companheiros de cela no presídio Moacir Prado, localizado no município de Tarauacá. Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), o detento morreu por estrangulamento.

A própria direção do Iapen confirma que uma possível motivação para o crime teria sido a troca de organização criminosa, uma vez que, segundo relatos, o mesmo pertencia a um grupo criminoso local e mudou para uma organização criminosa de origem do Rio de Janeiro há cerca de dois meses.

Agentes penitenciários também reconhecem que essa troca de facção criminosa vem sendo uma tendência na região do vale do Juruá. Nonato era conhecido na região como o “Rei do Tráfico” e foi preso portando dinheiro, drogas e carros de luxo.

O diretor-presidente do Iapen, Lucas Gomes, ressalta que “em decorrência dos últimos eventos, os presídios estão em situação de alerta, podendo ter atividades rotineiras suspensas para a garantia da ordem e da integridade física dos apenados”.

A família do presidiário já foi informada e o Iapen deve proceder com as medidas cabíveis.

%d blogueiros gostam disto: