Um dia após incêndio, ambiente entre lojistas é desolador; resultado da perícia deve sair em 30 dias

 LUCIANO TAVARES, DO NOTÍCIAS DA HORA

Um dia após o incêndio em lojas do Calçadão da Quintino Bocaiúva, região do comércio popular de Rio Branco, o ambiente no local é desolador entre os lojistas. Alguns deles, que tiveram perda parcial de seus produtos, recolhem, desde cedo, o que restou.

O Corpo de Bombeiros do Acre informou que oito lojas foram atingidas. Duas delas, a Armazém do Calçado e a Estilo Magazine, por onde teria começado o incêndio, foram completamente destruídas. Só há escombros. Não há um valor exato dos prejuízos. Mas, a priori, calcula-se algo em torno de R$ 5 milhões.

O vice-presidente do Sindicato dos Camelôs, José Carlos Juruna, disse em entrevista ao Notícias da Hora que as lojas atingidas pelo fogo empregavam 150 pessoas. “Algo muito triste. A gente conta com o apoio das instituições para tentar, junto com os lojistas, recomeçar.”

Perícia deve sair em 30 dias

O fogo teria começado por volta das 18h30 na Estilo Magazine pela fiação elétrica. O coronel Charles Santos, do setor de perícia do Corpo de Bombeiros, que esteve no local na manhã desta sexta-feira, informou que houve um disparo de alarme na loja assim que a fumaça e o fogo começaram a se alastrar. Desde cedo, peritos do Corpo de Bombeiros examinam o interior da loja. O resultado pericial deve ser informado após 30 dias.

O Corpo de Bombeiros informou que o combate ao incêndio durou mais de cinco horas. Mais de 30 homens estiveram envolvidos com um suporte de cinco viaturas. Para apagar o fogo foram necessários 80 mil litros de água, relatou o coronel Charles Santos.

%d blogueiros gostam disto: