Vereadora Marinete Mesquita diz que prefeita de Brasiléia pode ser Vice governadora em 2022

Em entrevista ao programa Bom Dia Comunidade na manhã desta quarta-feira 24, a vereadora Marinete Mesquita (PT), foi sabatinada pelo jornalista Chiquinho Chaves e ouvintes que interagiam fazendo perguntas e elogiando a atuação parlamentar que tem se destacado com pautas pontuais com seu mandato.

Marinete Mesquita, fez um balanço breve de como nasceu essa candidatura de vereadora que segundo ela, não foi planejada para que e mesma fosse a candidata, pois no grupo de amigos que normalmente estão juntos para debaterem vários temas ou simplesmente “jogar conversa fora”, por acaso foi comentado que em 2021 teria um vereador ou vereadora dali e o nome com maior envergadura para a disputa era da empresária Kris Taveira da Dom Porquito, que não aceitou o desafio, igualmente um a um foi dizendo não e a candidatura caiu no colo de Marinete.

Em determinado ponto da entrevista, um ouvinte perguntou se há de fato um arranhão entre a mandatária do executivo municipal e a mesa diretora atual da Câmara, e sem fugir do tema foi respondido que ela (Marinete), fez campanha e se elegeu pregando mudança e a unica chapa que se apresentava no momento para disputar a presidência era exatamente o oposto, significava mais do mesmo. Quanto a relação com o executivo está boa. Até ela usou a expressão da pomada. “Estava arranhada mas passou a pomada melhorou”, disse ela.

No decorrer da conversa, a entrevistada fez duas avaliações que talvez poucos tenham esse entendimento, sobre o cenário eleitoral 2022. Em seu ponto de vista, a prefeita petista Fernanda Hassem se movimenta para ser vice governadora quem sabe até do atual governador Gladson Cameli, pelas articulações que faz, pela abertura politica estadual e pelo legado da gestão em Brasiléia.

Marinete fez parte da gestão Fernanda Hassem no primeiro mandato, classifica a gestora como uma administradora que tem comando sobre sua equipe, mas que deixa a equipe crescer, e se fosse para dar uma nota a gestão municipal de zero a dez, daria nota nove.

Em não se configurando o primeiro cenário, Marinete enfatiza que o nome a ser defendido para deputado estadual seja o do vice prefeito Carlinhos do Pelado (PSB), pelo histórico de fidelidade ao projeto petista em Brasiléia desde a gestão José Alvani, posteriormente dois mandatos de Leila Galvão e agora com Fernanda  Hassem em seu segundo mandato de prefeita. “O cavalo está passando selado para o Carlinhos”, diz ela.

No entendimento da vereadora, se houver reconhecimento, Carlinhos deve ser o nome para disputar uma vaga de deputado estadual em 2022 com apoio do projeto que ele sempre defendeu e é fiel.

Ao que circula à boca graúda, o desejo da prefeita Fernanda é ser candidata a deputada federal, com isso, o vice sobe automaticamente para o cargo principal e a força da maquina estará em favor da gestora rumo a Brasília. Sobre a possível candidatura de Carlinhos, o próprio não demonstra muita animação. “Acho um pouco precipitado,tendo em vista que tenho que renunciar o cargo. Deve ser muito bem trabalhado. Uma aliança muito forte igual fizeram com a Leila Galvão, o alto Acre todo em prol de uma única candidatura. Mais podemos conversar mais a frente”, finaliza Pelado.

 

 

%d blogueiros gostam disto: