Prefeitura de Brasileia esclarece sobre o possível fornecimento de medicação vencida na farmácia municipal

A Prefeitura municipal de  Brasileia, desde do início da gestão Fernanda Hassem e Carlinhos do Pelado, tem organizado as suas secretarias para que possam atender da melhor forma sua população, tendo como prioridade o bem-estar e qualidade de vida de cada morador da cidade, e para isso tem equipes que realizam vistorias e controle dos medicamentos, alimentação, ruas e ramais, entre outros.

A vereadora Neiva Badotti do Partido Socialista Brasileiro (PSB) divulgou, nas redes sociais da Câmara Municipal de Brasiléia, e no site https://3dejulhonoticias.com.br/2021/05/13/video-vereadora-neiva-badotti-denuncia-medicamento-vencido-distribuido-pela-prefeitura-de-brasileia/, um vídeo denunciando um possível fornecimento de medicamentos vencidos distribuído pela prefeitura de Brasileia no dia 13 de maio de 2021.

“…Eles tinham guardado o frasco, quando a pessoa pegou o frasco seco para descartar pode observar que a medicação estaria vencida. Para apurar os fatos fui até a farmácia municipal de Brasileia, com a receita, medicamento e o cartão do SUS da criança onde foi constatado que realmente o medicamento saiu da farmácia. A criança quando ingeria a medicação sentia cólicas e desconforto e a mãe acredita que seja pela medicação estar vencida”, publicou Neiva Badotti, vereadora de Brasileia.

É perceptível na própria fala da vereadora que nem a mãe tem certeza que o mal estar de seu filho seja por conta da medicação.

Esclarecimento

Tendo em vista denúncias feitas pela vereadora Neiva Badotti sobre o possível fornecimento de medicamentos vencidos pela Prefeitura de Brasileia ocorridas no âmbito Farmácia Municipal de Brasileia, em veículos de comunicação local e rede sociais, a farmacêutica Rozinere Jerônimo Reatequim foi a publico esclarecer:

“A vereadora Neiva esteve aqui na farmácia municipal declarando que o recinto entregou medicamentos vencidos a uma paciente, o fato não condiz com a verdade. O remédio que nós temos trata-se do metronidazol de 40mg, com o L:1M5707 com a V:02/22, e a medicação apresentada pela vereadora é do lote de L:0Z4695 e com a validade V:04/21”, informou Rozinere Jerônimo, farmacêutica da farmácia municipal de Brasileia.

Ainda de acordo com a farmacêutica a vereadora Neiva esteve no local, verificou e atestou que não era o mesmo lote da farmácia e do medicamento apresentado.

“A vereadora teve cunho político pessoal, aqui ela afirmou que tinha interesse pessoal em atacar a gestão da prefeita, e não é isso que nós queremos, não estamos aqui para atacar ninguém, nosso papel é de atender a população com o respeito que merecem. Todos os nossos medicamentos com o prazo de validade vencido são recolhidos mensalmente, a última foi realizada no dia 30/04/21, impossibilitando ter qualquer medicamento vencido na data que a vereadora esteve aqui”, finalizou Rozinere Jerônimo.

A farmacêutica registrou um Boletim de Ocorrência (BO), sobre os fatos, solicitou direito de fala na tribuna da Câmara Municipal de Brasileia para esclarecer o ocorrido.

%d blogueiros gostam disto: