Celulares, garrafas com bebida alcoólica e drogas são apreendidos durante revista em presídio no AC


Por Quésia Melo

Durante uma ação de revista no Presídio Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, os agentes do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) apreenderam dois celulares, sete estoques – armas artesanais – ao menos 300 gramas de drogas e também garrafas com bebida alcoólica.

A revista também foi feita nas unidades de Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard, mas o diretor do Iapen-AC, Lucas Bolzoni, destacou que ainda não possuem o levantamento do que foi apreendido nas unidades.

Armas artesanais também foram apreendidas em presídio na capital — Foto: Evandro Derze/Secom-AC

As polícias Militar, Civil, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e os Bombeiros também atuaram na ação.

“É uma medida preventiva em decorrência da possibilidade de rebeliões e fugas. Foram ações integradas com o objetivo de desintegrar as ações de facções criminosas. Queremos dar uma resposta a sociedade e resgatar a sensação de segurança. Já havíamos feito outras ações de rotina dentro das unidades prisionais e tivemos êxito em fazer apreensões”, afirma.

Celulares foram apreendidos durante ação em presídio de Rio Branco  — Foto: Evandro Derze/Secom-AC

Celulares foram apreendidos durante ação em presídio de Rio Branco — Foto: Evandro Derze/Secom-AC

O diretor também destacou que a superlotação no presídio de Rio Branco é crítica, principalmente no pavilhão A, onde há 700 presos, sendo que a capacidade é para 190 detentos. Nesse pavilhão há presos de facções criminosas que foram sentenciados e também que cumprem prisão provisória.

“Esse pavilhão é o mais crítico e o que tem o maior potencial de possíveis casos de fuga e rebelião dentro do presídio”, acrescenta.

%d blogueiros gostam disto: