Gladson decreta regressão de todo o Acre para bandeira amarela

TON LINDOSO

Ruas de Rio Branco – Acre. Foto: Secom

O governador Gladson Cameli (Progressistas) determinou que todo o Acre regrida para a bandeira amarela, medição usada como classificação de risco para combate ao coronavírus.

“Fica determinada, no âmbito da execução do Pacto Acre Sem COVID, instituído pelo Decreto nº 6.206, de 22 de junho de 2020, a imediata classificação do Nível de Risco de todas as regionais de saúde no Nível de Atenção (cor amarela), até 28 de fevereiro de 2022”, decreta o governador através do Diário Oficial do Estado, edição desta terça-feira (1).

A avaliação do Comitê Covid-19 leva em consideração índice de isolamento; notificações por síndrome gripal; internação por síndrome gripal; novos casos por síndrome gripal Covid-19; óbitos por Covid-19; ocupação de leitos clínicos – Covid-19 e ocupação de UTIs Covid-19.

O que muda com a nova bandeira?

  • Funcionam restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e similares, com 50% da capacidade total. Também teatros, cinemas e apresentações culturais, eventos religiosos com 50% da capacidade;
  • Lojas e empresas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo, colchoarias, materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias podem continuar funcionando, desde que atenda todos os protocolos sanitários e capacidade limitada de 50%, além de delivery e drive-thru;
  • Feiras, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, motéis, shoppings e salões a capacidade de funcionamento é a mesma.
%d blogueiros gostam disto: