Leo de Brito solicita que INSS explique demora em concessão de benefícios

Leo de Brito solicita que INSS explique demora em concessão de benefícios

Para que sejam esclarecidas as causas da dificuldade nos acessos e recebimentos de benefícios previdenciários que vêm sendo registrados junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), o deputado federal Leo de Brito (PT) teve aprovado requerimento solicitando a realização de audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados.

“A chamada fila do INSS, com certeza, é uma realidade do Acre e de outros Estados. O governo federal destacou militares que estavam na reserva para tentar reduzir a fila. No entanto, a fila do ano de 2020 para o ano de 2021, só aumentou. Nós tínhamos 153 mil pedidos em 2020 e agora nós temos 224 mil, neste ano. No acumulado são 2,5 milhões de pedidos aguardando resposta”, declarou o parlamentar acreano.

Leo de Brito destacou que a audiência pública se faz necessária e deve contar com a presença do Ministério da Previdência e com a gerência do INSS do Estado do Acre, tendo em vista que a região registra uma situação crítica. “É um Estado pobre, no qual o desemprego está crescente”, pontuou Leo de Brito.

Outras aprovações na comissão da Câmara

Foram aprovados ainda os requerimentos para a realização de audiência pública para debater o avanço das queimadas no Acre e a falta de políticas públicas de controle ambiental na região, solicitando a presença de órgãos de fiscalização e monitoramento do meio ambiente.

Também foi acatada a solicitação de convite ao ex-ministro da Defesa Raul Jungmann para comparecer à comissão para prestar esclarecimentos sobre sua afirmação, feita em entrevista, de que o presidente Jair Bolsonaro determinou que jatos sobrevoassem Supremo Tribunal Federal (STF) para quebrar vidros do prédio.

E ainda, a solicitação de informações ao Ministério da Educação sobre a troca do procurador-chefe na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) à revelia e em desconformidade com a instrução normativa sobre o tema, a autonomia e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

%d blogueiros gostam disto: