Ministro da Cidadania inaugura centro esportivo no interior do Acre

Ministro da Cidadania participou de atividades com prefeito de Cruzeiro do Sul — Foto: Mazinho Rogério/G1

Osmar Terra cumpriu agenda no Acre nesta sexta-feira e falou sobre a promessa do governo de pagar o 13º para beneficiários do Bolsa Família.

Acompanhado do governador do Acre, Gladson Cameli, e do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, descerrou a placa de inauguração
Por Mazinho Rogério

Em sua primeira visita ao Acre depois que assumiu o Ministério da Cidadania, Osmar Terra participou da inauguração do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), em Cruzeiro do Sul, no interior do estado, nesta sexta-feira (18).

__________

Na ocasião, o ministro falou sobre o 13º dos beneficiários do Bolsa Família e da Operação Acolhida, que promove a interiorização dos imigrantes venezuelanos.

__________

A comitiva do ministro foi recepcionada por atletas de várias modalidades que se apresentaram na inauguração do centro esportivo. O complexo vai atender cinco municípios do Vale do Juruá. Terra se arriscou em jogar bocha adaptada com a atleta Rita Andrade, que representou o Acre no Campeonato Brasileiro da categoria.

Acompanhado do governador do Acre, Gladson Cameli, e do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, o ministro descerrou a placa de inauguração e disse que o governo deve investir em programas para de geração de emprego e renda para as famílias de baixa renda.

“Na minha área temos um cardápio de ações na área cultural para desenvolver a economia criativa tanto na área do teatro, do cinema, da música. Mas também tenho uma preocupação com as famílias mais pobres. Temos aqui no Acre uma grande parcela de famílias que depende do Bolsa Família e de jovens que não têm outra perspectiva de vida e que de alguma maneira têm que ser apoiados. Estamos criando um programa, acoplado ao Bolsa Família, de geração de emprego e renda, de microcrédito e capacitação técnica”, afirmou.

13º Bolsa Família

O ministro reafirmou o compromisso do governo de pagar o 13o salário para os beneficiários do Bolsa Família. Para garantir os recursos para o pagamento, o governo deve fazer um “pente fino” no programa, segundo ele.

“É uma determinação do presidente e isso vai ser feito ao longo do ano. O décimo terceiro se paga no final do ano, então, até lá nós teremos recursos para isso, tanto em ações de pente fino, tirando quem não precisa e está no programa, como também melhorando o orçamento para isso”, disse.

O ministro explicou que o valor do 13º será igual ao que já é pago às famílias inseridas no programa. “É mais uma parcela, é igual. O beneficiário hoje recebe doze parcelas por ano, uma a cada mês e ele vai ter mais uma no final do ano”, garantiu.

Operação Acolhida

O ministro também falou sobre a prorrogação da Operação Acolhida, criada em 2017 pelo governo Temer para receber os venezuelanos que chegam a Roraima e levá-los para outros estados do país. Terra afirmou que a operação, que tem prazo de vigência até o dia 31 de março, será estendida por mais um ano.

“A Operação Acolhida é programada por ano. A programação que ela tem vai até 31 de março, mas já está sendo feita a programação para mais um ano. Não tem como parar enquanto tiver essa demanda grande”, disse.

O ministro disse ainda que considera muito grave a situação da Venezuela e que o Brasil vai continuar dando apoio aos venezuelanos que queiram permanecer no país.

“Acho que a situação é muito grave, a tendência é se agravar, e nós temos que ter solidariedade, temos sempre que nos colocar no lugar deles”, conclui.

Ministro visitou a cidade de Cruzeiro do Sul nesta sexta (18) — Foto: Mazinho Rogério/G1

%d blogueiros gostam disto: