Para evitar assaltos, PMs farão abordagens em transportes coletivos na capital

Nos últimos dias diversas ocorrências envolvendo assaltos em transportes públicos na capital foram registradas na Delegacia de Flagrantes (Defla). O caso mais recente aconteceu no domingo (11), em um coletivo do Calafate onde um adolescente de 14 anos foi baleado durante a prática de um assalto e morreu em atendimento no Pronto Socorro.

Para coibir essa nova modalidade de crime em que os criminosos se passam por passageiros e aproveitam a vulnerabilidade das vítimas, a Polícia Militar vai começar a realizar abordagens em linhas dos transporte público em horários e locais estratégicos estudados pelo serviço de inteligência da instituição.

“Nos sabemos que a nossa população que depende de ônibus ficaram vulneráveis tendo em vista que o crime se movimenta. Essas pessoas descobriram que as vezes num coletivo eles conseguem captar vários telefones, dinheiro e objetos de valor. A Polícia Militar está se antecipando e estamos fazendo desde segunda-feira após o ocorrido lá no Calafate algumas ações pra coibir esses crimes. As pessoas passarão a ser revistadas, elas vão ser convidadas a saírem do coletivo e passar por revista pra sua própria segurança”, disse o comandante do CPO-I, Atahualpa Ribera.

O comandante pede ainda compreensão da população que usa o transporte coletivo para se locomover caso a polícia precise realizar o serviço de abordagem.

“Nós não sabemos quem é quem, aquelas pessoas que roubaram o ônibus no domingo estavam bem vestidas e não podemos fazer acepção. Então nós pedimos a compreensão, sabemos que muita das pessoas vezes estão atrasadas para um compromisso, mas, tenha certeza que nós só estamos sabendo isso, para sua segurança”, finalizou.

%d blogueiros gostam disto: