Pré-candidato a governador, Jenilson Leite quer investir no setor agrícola para aquecer a economia do Acre

ASSESSORIA

O pré-candidato a governador do Acre pelo PSB, deputado estadual Jenilson Leite, tem se dedicado a conhecer as plantações agrícolas de moradores da zona rural de Rio Branco. Uma das propriedades que visitou foi a do ex-secretário de Produção e Agroindústria, José Carlos Reis, onde ele mantém, 3m 15 hectares de terra, plantações de banana, açaí e café.

Além das cultivares, Reis pretende ainda desenvolver a criação de abelhas. No caso do açaí, ele cultiva o nativo e o de plantação, modelo de desenvolvimento que Jenilson aposta como saída econômica para o Acre. Algo que já ocorre no estado do Pará, onde o pré-candidato esteve recentemente, e gera uma economia de cinco bilhões reais, resultando em uma boa participação no Produto Interno Bruto (PIB).

Na conversa com o pré-candidato, o produtor agradeceu a visita. “O Jenilson é um amigo de longas caminhadas, e é uma pessoa que pensa no Acre mais produtivo e mais desenvolvido, com a participação dos pequenos produtores que possuem as maiores propriedades. E o Jenilson é um político atualizado com esse tema, buscando resolver esses problemas da agricultura familiar através da política. O Jenilson é um dos políticos que está nos bons caminhos”, diz o ex-secretário, que aposta na capacidade de crescimento do Acre a partir do setor agrícola.

Entendendo a importância da agricultura e pecuária, Jenilson Leite tem percorrido o Acre e outros estados para conhecer as formas de produção agrícola para construir um plano de Governo que possa colocar o estado do Acre no caminho do desenvolvimento. Para ele, que também é técnico em agropecuária, a agricultura foi e continua sendo um dos principais setores da economia brasileira. O setor agrícola tem produzido a maior parte do produto nacional bruto e é através dele que é gerada uma grande parte das oportunidades de emprego e exportação.

“Nos últimos anos o nosso setor produtivo voltado para a agricultura não avançou, temos uma participação tímida desse setor, assim como a pecuária que hoje representam, juntos, apenas 8% do PIB acreano”, observa Leite.

O pré-candidato ainda destacou que José Carlos Reis vai ajudá-lo na construção do plano de Governo. Com sua experiência como gestor e como produtor, poderá contribuir muito nessa área.

“O Reis é um amigo nosso que muito contribuiu com o Acre, desde quando esteve à frente da SEPA e da Secretaria de Pequenos Negócios, e hoje aposta na agricultura familiar como forma de geração de renda. Agradeço por estar se colocando à disposição para auxiliar no projeto de Governo, na parte do setor agrícola. Para gerar emprego, o Estado precisa de investimentos no setor agrícola. Quando dermos o apoio necessário aos pequenos produtores, com ajuda na mecanização, incentivos fiscais e capacitação técnica, vamos conseguir avançar “, afirma Leite.

%d blogueiros gostam disto: