Presidente do SINTEAC – Núcleo de Epitaciolândia participar com destaque da Conferências Nacional de Educação- CONAE 2018

O Presidente do SINTEAC – Núcleo de Epitaciolândia participa como delegados da III Conferência Nacional de Educação (Conae 2018), que começou nessa terça feira (21/11) e segue até sexta – feira dia 23 Centro de Convenções Ulisses Guimarães em Brasília. O evento busca consolidar o Sistema Nacional de Educação e o Plano Nacional de Educação realizando monitoramento e avaliação. Além disso, a CONAE é o evento que materializa a participação da sociedade para a melhoria da Educação do país e que visa propor políticas públicas para garantir o direito à educação de qualidade. Nesta etapa, os participantes discutiram temas como diversidade, direitos humanos, justiça social, gestão democrática, valorização dos profissionais da educação, entre outros.

A abertura oficial da terceira edição da CONAE aconteceu com a presença de representantes de diferentes instâncias dos Poderes Executivos, Legislativo e Judiciários, além de membros de 41 entidades e 36 segmentos educacionais, integrantes do FNE.

Ao lado da professora Maria Ester Galvão de Carvalho, coordenadora do Fórum Nacional de Educação (FNE), o Ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, deu boas-vindas aos participantes, mencionando o empenho do setor educacional para aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) e a necessidade de novos investimentos para a melhoria dos índices de aprendizagem atualmente identificados no Brasil. “Mais do nunca nosso país precisa colocar a educação verdadeiramente como prioridade”.

Em sua fala, o ministro afirmou que embora muitos pontos do Plano tenham sido colocados em execução, a CONAE servirá para discutir aspectos essenciais para implementação das prioridades estabelecidas no documento, entre elas a meta 20, que amplia o investimento público em Educação pública. “Não dá para ter metas sem que o financiamento não chegue ao ensino. Temos que buscar mais recursos, mas também apostar em políticas que deem certo, que levem mudanças para as pontas”, frisou.

Para o Presidente do SINTEAC/Núcleo de Epitaciolândia Antônio Soares, a expectativa do Sindicato é que a Conferência possa reforçar a necessidade de regulamentação do Sistema Nacional de Educação, em como a valorização e o reconhecimento dos Profissionais em Educação, como aplicação e direitos já adquiridos e que muitos municípios brasileiros não cumprem. -“Não precisamos de mais leis. precisamos que as que existem sejam cumpridas, como o pagamento do Piso Salarial, a valorização dos profissionais em Educação, com melhores vencimentos, remuneração e benefícios da carreira por meio de efetivo exercício, formação e merecimento. Precisamos de políticas de acesso a Cultura, lazer e

esportes para os profissionais da educação de nosso país. melhores condições materiais e imateriais, bem como saúde elaboral e atratividade da carreira docente. É o momento de sinalizar o que é prioritário, o que é urgente e o que ainda não aconteceu, trabalhando da perspectiva de como viabilizar, inclusive na melhoria das condições salarial e de trabalho dos profissionais da educação. Precisamos sair cada vez mais fortalecidos em objetividade, buscando deixar muito claro a importância de termos um Sistema Educacional mais consolidado, onde o regime de colaboração não seja só algo colocado no papel, mas algo concreto”, Finalizou Soares.

CONAE 2018

Realizada a cada quatro anos, a CONAE 2018 vai reunir, até sexta-feira (23), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, cerca de 1.500 pessoas, entre representantes de órgãos públicos, governos e autarquias, entidades e movimentos sociais representativos dos segmentos da educação escolar e dos setores da sociedade civil. Este ano, o tema do evento é “A Consolidação do Sistema Nacional de Educação (SNE) e o Plano Nacional de Educação (PNE): monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito a educação de qualidade social, pública, gratuita e laica”.

Precedida por conferências municipais, estaduais, intermunicipais e distrital, promovidas entre 2017 e 2018 sob a coordenação do FNE, a etapa nacional será orientada pelo Documento Referência, construído ao longo de um largo período de contribuições e dividido em oito eixos temáticos, que abrangem, entre outros, assuntos como financiamento, gestão, políticas intersetoriais e a valorização dos profissionais.

 

%d blogueiros gostam disto: