Sem ambulância em Tarauacá, pacientes são transportados em carroceria da PM

A população de Tarauacá vive uma situação complicada em relação ao atendimento de saúde. Já alguns dias, o município não tem nenhuma ambulância para atender os moradores. Apesar do município contar com duas viaturas, nenhuma está funcionando normalmente. A situação causa indignação entres os moradores do município.

A população de Tarauacá, estimada em mais de 43 mil pessoas, está completamente desassistida. Se alguém necessitar ser levado em uma situação de emergência para o hospital da cidade e não tiver veículo próprio ou condições de ir deitado, tem como opções as carrocerias das camionetes da PM ou dos Bombeiros, que são usados para atendimento.

Laura Pontes, diretora do Hospital Sansão Gomes, confirma que as duas ambulâncias são velhas. “Infelizmente não estamos conseguindo manter as ambulâncias em funcionamento, já que são veículos muito antigos. Estão para reparo, mas, infelizmente, ainda não chegaram”, diz.

A média de pacientes que precisam ser transportados para Rio Branco e Cruzeiro do Sul é de duas regulações por dia. Nestes casos, Tarauacá informa a base do SAMU que envia uma ambulância de um outro municípios para o atendimento. Não precisa ser especialista em saúde para compreender que o tempo que a viatura leva para sair do seu município de origem e chegar até Tarauacá pode ser decisivo para vida de quem precisa de um atendimento de urgência.

Já no caso de deslocamentos de pacientes do próprio município para o hospital local, Laura confirma que pede o apoio da PM e dos Bombeiros. “Neste caso a cidade está desassistida e recorremos o apoio da PM e dos Bombeiros, infelizmente”, explica Laura.

%d blogueiros gostam disto: