Vereadores de Epitaciolândia pedem que governo resolva problema da falta de profissionais no Hospital Regional do Alto Acre

Da Redação

Na manhã desta terça-feira 25, os vereadores de Epitaciolândia Messias Lopes (PT), Pantico da Água (SD) e José Maria (PSL), se deslocaram para Rio Branco, afim de obterem respostas da secretaria estadual de saúde (Sesacre), sobre a falta de profissionais para atender a demanda crescente de doentes no Hospital Regional do Alto Acre.

Recebidos por Adriana Lobão, secretária adjunta de saúde, os vereadores fizeram uma exposição dos problemas evidenciados na unidade que tem por finalidade atender pacientes dos quatro municípios do alto Acre, mas que infelizmente a bela estrutura física do hospital não se parece com a estrutura funcional em se tratando de pessoal suficiente, desde médicos até profissionais de limpeza.

Como se não bastasse a baixa quantidade de profissionais, a onda de covid-19 e o surto de gripe, acometeu maioria do pessoal chamado linha de frente nos atendimentos. “Fomos informados que mais de 25 pessoas entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem estão doentes e com licença dos trabalhos, sobrecarregando a já pequena equipe do hospital”, pontua Messias Lopes.

O vereador José Maria, que também é servidor do quadro da saúde, foi quem teve a ideia de encabeçar uma conversa com representantes  da saúde no estado para cobrar um olhar diferenciado para o hospital regional do Alto Acre.

“Nós estamos ali (no Hospital), passando por um problema gravíssimo, vários profissionais da área da saúde contraíram covid, e estão afastados por conta da infecção, e os poucos profissionais que sobraram estão se desdobrando para dar conta da demanda, por que hoje nós não sabemos quem está mais com covid nem com H3N2, pois os sintomas são os mesmos. As pessoas procuram as unidades de saúde, sentem deficiência no atendimento e vão para o hospital regional que está atendendo precariamente com pessoas se desdobrando”, relata José Maria.

Diante do caos, a superlotação de doentes foi inevitável. Pior ainda é que por conta da desativação da ala de covid-19, há uma grave situação dos pacientes com as mais variadas doenças, inclusive covid-19, estarem sendo atendidos na mesma sala. Os vereadores solicitaram a reabertura dos leitos de UTI da área de covid, para evitar o atendimento generalizado. Segundo a subsecretária isso está sendo providenciado.

Para o vereador Pantico da Água, o clamor da população precisa de uma reposta do governo do estado.” Mais uma vez estamos aqui por cobrança da população e a gente sente a necessidade e a precisão de ter esses médicos no hospital, as pessoas chegam lá e não tem atendimento e não sabem o que fazer, nós precisamos de uma resposta”, enfatiza ele.

Na reunião com a secretária adjunta de saúde, os três parlamentares mirins de Epitaciolândia receberam a garantia de que ainda hoje terça-feira, a Sesacre vai tratar em conferencia online com todos os secretários de saúde dos municípios de Brasiléia, Epitaciolândia, Assis Brasil e Xapuri, além dos quatro gestores municipais para tomarem uma decisão coletiva e amenizar os problemas da saúde na região.

%d blogueiros gostam disto: