Coronavírus: AC pode regredir para faixa laranja; igrejas, academias e bares podem fechar

Em uma nota pública, o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, juntamente com o Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid, confirmaram que não está descartada a possibilidade de regressão de bandeira nas Regionais de Saúde do Estado do Acre.

Uma coletiva de imprensa estava programada para esta quarta-feira (11), de forma antecipada, para possivelmente tratar da regressão de bandeira, mas o rompimento de uma fibra óptica da OI, impossibilitou o adiantamento dos dados.

Com a regressão, muitos setores como academias, bares e cinema, por exemplo, poderão ser fechados.

Veja a nota na íntegra

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, juntamente com o Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid, reforça a relevante importância e preocupação relacionada ao avanço da pandemia no Estado do Acre nas últimas semanas, e cautela externada pelo Chefe do Poder Executivo do Estado do Acre, o Excelentíssimo Governador Gladson Cameli, com os danos que podem causar à sociedade acreana.

Reiteramos as alterações do cenário e destacamos que não está descartada a possibilidade de regressão de bandeira nas Regionais de Saúde do Estado do Acre.

O Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid tem trabalhado arduamente no monitoramento dos indicadores que demonstram a evolução da pandemia, a fim de divulgá-los à sociedade acreana. No entanto, a complexidade de análise dos dados e da sistemática adotada pelo Grupo Técnico, bem como o evento danoso ocorrido ontem (10/11/2020) na rede de fibra da operadora Oi, impossibilitaram a antecipação da coletiva de anúncio da Classificação de Nível de Risco para o dia 11 de novembro de 2020.

Alysson Bestene
Secretário de Estado de Saúde e presidente do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19

%d blogueiros gostam disto: