Desarticulada uma das quadrilhas que mais atuava em roubo de veículos no Alto Acre

A Polícia Militar do Acre por meio dos Policiais do 5° BPM Brasiléia, do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em conjunto com o núcleo de inteligência da Policia Nacional Boliviana; desencadeou uma operação com o intuito de desarticular uma quadrilha de roubo de veículos que atuava tanto na fronteira quanto na capital acreana.

Durante a operação seis criminosos foram presos em território Boliviano e dois veículos brasileiros recuperados na cidade de Cobija na Bolívia, país vizinho que faz fronteira com com o Acre. Uma moto Bros roubada em Epitaciolândia na noite deste sábado, 14 e um veículo HB20 oriundo de golpe FINAM, que já estava sendo negociado com receptadores no país vizinho, foram recuperados.

Juntamente com os presos foram encontrados entorpecentes e as armas de fogo que eram usadas na prática dos roubos em território brasileiro. A quadrilha também era especializada na falsificação de documentos, especialmente carteiras de habilitação bolivianas para condutores brasileiros que não possuíam a CNH do Brasil, além disso com os criminosos foram encontradas várias cédulas já confeccionadas prontas para entrega, que variavam desde documento estudantil de faculdades bolivianas a licenças para condução de veículos auto motores.

De acordo com o secretário de Justiça e Segurança Pública do Acre, coronel Paulo Cézar dos Santos, essa ação integrada entre as polícias do Acre e da Bolívia se deve ao Termo de Cooperação firmada entre a segurança dos dois países vizinhos, com participação da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça.

“O Comando do 5°BPM tem se empenhado diuturnamente no combate a esse tipo de crime na região da fronteira, tanto viabilizando a logística necessária para a atuação dos policiais, bem como fomentando a integração entre as forças policiais brasileiras com as entidades de segurança do país vizinho – Bolívia, para que juntos possamos combater e enfraquecer as organizações criminosas que tentam se fortalecer na região” destacou o secretário.

%d blogueiros gostam disto: