Esposa de médico com Covid-19 não resiste e vai à óbito no PS

 

Mais uma história triste, de um família destruída pela Covid-19.

A acadêmica de psicologia Patydan Castro, de 34 anos, esposa do conhecido médico e ex-vereador Raimundo Castro que perdeu o bebê após um parto induzido na UTI do pronto-socorro de Rio Branco não resistiu e morreu na noite desta terça-feira, 23.

Patydan estava no sexto mês de gravidez e para não colocar em risco sua vida e a do bebê, decidiu pelo parto induzido. A criança chegou a nascer viva, mas teve uma parada cardíaca e não resistiu.

A mãe, continuou internada na UTI da unidade de saúde lutando pela vida, mas teve uma piora em seu quadro de saúde e também faleceu.

A morte de Patydan gera enorme comoção nas redes sociais, já que foi criada uma corrente de oração por sua recuperação. O próprio Raimundo Castro chegou a gravar vídeos onde pedia oração pela saúde da esposa.

Partydan deixa, além do marido, uma filha de apenas 4 anos.

O Conselho Regional de Medicina (CRM) divulgou uma nota de pesar onde expressa solidariedade e condolências ao médico Raimundo Castro e aos demais familiares e amigos.

%d blogueiros gostam disto: