Homem que tentou matar ex e ameaçou atirá-la para jacarés vai ser julgado por feminicídio no Acre

Um homem de 22 anos, que tentou matar a ex-namorada após levar ela para uma fazenda na Vila Rica, em Cruzeiro do Sul, vai ser julgado pela 1ª Vara Criminal do município por tentativa de feminicídio.

O caso ocorreu em junho de 2016 quando o homem agrediu a vítima, disse que iria matá-la e depois atirar ela em um açude para os jacarés.

A pronúncia para que o homem vá a julgamento foi publicada no Diário Eletrônico da Justiça na terça-feira (16) e as partes devem ser intimadas.

A reportagem tentou contato com os advogados do acusado, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. O G1 também tentou contato com a vítima, mas não foi atendido.

No boletim de ocorrência anexado no processo, o pai da vítima relatou à polícia que o casal estava separado há dois meses e que a filha, na época com 17 anos, já tinha pedido medidas protetivas, mas que foram descumpridas pelo ex-namorado.

No dia do crime, o homem ligou para a vítima e disse que tinha algo para entregar a ela e a buscou em casa. Eles foram de motocicleta até a fazenda e a partir daí começaram as agressões. A jovem foi arrastada e ameaçada com uma faca.

Em outro momento, o criminoso pediu que a ex tirasse a roupa e que aquele era “o local que ele tinha preparado para ela morrer”, conforme o boletim da polícia.

Em depoimento, a vítima relatou à polícia que tentou fugir após o agressor se distrair com uma ligação telefônica, mas foi pega novamente. Em seguida, a jovem aproveitou uma outra distração e conseguiu fugir. O homem fugiu do local e a polícia foi acionada.

O acusado, conforme o processo, confessou durante o interrogatório que agrediu a ex-namorada com uma faca de cozinha. Ele relatou que procurou a jovem para conversarem após saber que ela estava grávida, mas suspeitava que o filho era de outro homem.

Ele disse ainda que “se descontrolou e passou a riscá-la com a faca” e que a intenção não era matar a jovem “apenas feri-la”. O acusado disse à polícia que agrediu a vítima após ficar sabendo que foi traído.
%d blogueiros gostam disto: