MP apura irregularidades e pede a remoção de 11 enfermeiros de hospital de Brasiléia

G1 MP investiga hospital do Acre por suspeita de improbidade administrativa — Foto: Alexandre Lima/Arquivo pessoal

MP investiga hospital do Acre por suspeita de improbidade administrativa — Foto: Alexandre Lima/Arquivo pessoal

O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um inquérito civil para investigar possível improbidade administrativa e pediu a remoção de 11 enfermeiros do hospital Wildy Viana, em Brasileia, no interior do Acre.

Segundo a portaria publicada no Diário do MP, dois servidores do cadastro de reserva deixaram de ser convocados por terem sido rejeitados. Além disso, os outros servidores teriam passado para outro município, mas estariam atuando no hospital.

O diretor do hospital, Janildo disse que a unidade ainda não recebeu nenhum tipo de documento e informou que deve se manifestar posteriormente.

“Nós não temos conhecimento desse inquérito. Desconheço essa notícia. A gente precisa ser notificado para poder responder”, disse.

Além disso, a publicação ainda destaca que dois enfermeiros estariam irregulares com ingresso no serviço público em 1988 e 1994.

O órgão apura se a Secretaria Estadual de Saúde descumpriu a lei e também se há a necessidade de convocação de mais enfermeiros, já que apenas sete foram convocados no cadastro de reserva.

O MP pede cópia dos processos de remoção dos 11 enfermeiros aprovados para município diverso e que estão atuando no Hospital Wildy Viana; ficha funcional dos dois enfermeiros que estão como irregulares com ingresso no serviço público em 1988 e 1994 e ficha funcional, bem como o contrato de trabalho dos enfermeiros contratados em caráter temporário.

%d blogueiros gostam disto: