PF deflagra Operação Troia para desarticular Comando Vermelho no Acre

A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (17), a “Operação Tróia”, com o objetivo de desarticular a facção criminosa denominada Comando Vermelho que atua no Acre. Segundo a PF, os alvos são criminosos de grande periculosidade e as prisões desestabilizam a facção no Acre.

As prisões ocorreram em diversos pontos específicos. Foram cumpridos cerca de 38 mandados sendo 20 prisões preventivas e 18 mandados de busca e apreensão. Entre os alvos estão inclusive dois advogados importantes que atuavam em prol da facção, foram realizados buscas e apreensões em dois escritórios de advocacia da capital, no entanto, os nomes dos envolvidos estão sob sigilo.

Coletiva ao fim da operação/Foto: ContilNet

 

O delegado Fares Antoni Fegali explicou a atuação dos juristas dentro da facção criminosa. ” Eles atuavam no repasse de informações entre os líderes do CV que estavam em regime disciplinar diferenciado. A ação possibilitava aos criminosos que passassem os comandos, como realização de ataques, julgamento de membros, sob a vida ou morte, espancamentos, roubos e assassinatos de membros rivais”, declarou.

O delegado disse ainda que os mandados de prisão ainda não terminaram e ao longo do dia outras pessoas podem ser presas. Quase 150 policiais estão nas ruas, cumprindo as medidas judiciais. “Trouxemos vários integrantes do grupo tático devido a periculosidade. Três flagrante de arma de fogo. As diligências ainda estão em andamento”, explicou.

A investigação foi conduzida pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE/AC), especializada no combate a Organizações Criminosas e foi fruto de parceria com o GAECO/AC, grupo especial do Ministério Público acreano.

Foram apreendidas drogas e armas.

%d blogueiros gostam disto: